Bandas: TRATOR BR

Categoria: Death  Metal

Ano: 2015

Não, este novo álbum do TRATOR BR não é pesado, ele na verdade está extremamente pesado.

Dinâmica e peso é o que se ouve nesse álbum intitulado “Floresta Armada” da banda TRATOR BR, que nos traz uma peculiaridade da banda, que é cantar em português e mostrar que isso é possível. A propósito, uma prática que eles fizeram também no debut, em 2008.

O peso já começa exatamente no primeiro segundo (sem exagero) da faixa “Trucidado com Colher”, que abre o álbum. Esta música já traz um elemento que eles usaram bem mais agora que no álbum anterior, que é o ‘blast beat’, de Rafael Graziani, e sem perceber você já parte pra segunda faixa, “Fome Animal”. Interessante que além da pegada nervosa ela combina com a faixa anterior e esta segunda faixa parece dar continuidade à anterior. Dando sequência de forma conceitual, eles partem para a faixa “Mortos em uma Caixa Sistemática”, ou seja, em menos de 5min ouvimos 3 faixas. Amil Mauad e Ricardo Razuk avacalham nas palhetadas e desta vez ainda trabalhando bastante riffs cortantes, sem falar dos arranjos de Adriano Vilela que novamente detona no baixo.

Eis aqui mais uma surpresa, a faixa “Water’s War”, que apesar do título em inglês você ouve os primeiros versos urrados em português por Aldo Gaiotto (vocal), mas a surpresa, na verdade, é oscilar versos em português com outros em inglês.

A faixa título, “Floresta Armada”, tem mais que uma forte melodia e é mais que o título desse disco, pois ela tem uma letra de alerta tanto para nós brasileiros (que estamos perdendo nosso espaço verde – o pulmão do mundo), como para as pragas americanas. É um assunto que renderia debates, mas vamos nos focar na música.

E entre em curtíssimas faixas eles mandam o recado de silêncio de tantos anos e também mandam recado de protesto contra politicagem. Na mesma linha anti político segue a faixa “C.O.R.R.U.P.Ç.Ã.O”.

Valeu ouvir o álbum todo, até porque além do CD ter ótimas composições, você no final ouvirá a faixa destaque, “Jazz no Maligno”.

O álbum não é inovador, mas é um ótimo material. Desta vez o CD foi lançado em Digipack e eles deram uma inovada na logomarca do TRATOR BR, só não sei se o logo foi desenvolvido também por Sandro Nunes, que assina a arte do encarte, que abre em forma de pôster e com detalhes de uma floresta cheia de lendas e simbolismo. Sem dúvidas, esse CD passará por cima de alguns lançamentos de 2015.

(por Hugo Veikon)

                                               << Voltar ao Site