O Arena Metal  teve o prazer  de mais uma vez poder resenhar um show histórico, e a Blackout Discos foi a responsável por esse evento, o Show do Viper, com a volta do Maestro André Matos, a casa transbordou de bangers de todas as idades. Algo que não se via em alguns shows faz um bom tempo. Quem já tinha visto a Viper em tempos atrás estava lá para ver novamente, aqueles que não acreditavam que iria ver isso acontecer nunca, tipo eu por exemplo, pudemos comprovar como a banda tocando com maestria.

Começando com  a  “Knights Of Destruction”, em seguida “Nightmares” e “The Wipper”  uma pequena pausa para uns agradecimentos e mais musicas, como prometido eles tocaram o  álbum “Soldiers Of Sunrise”, em meio apresentação o baixista Pit Passarell declara seu amor a Pitú (água ardente de Pernambuco). Ele estava visivelmente doidão de tanto tomar Pitú, pelo jeito. E quando tocaram a música H.R  o André Matos intimou todos a fazerem uma roda punk, foi punk mesmo. O local estava muito apertado, mas foi muito divertido.

Após essa roda punk os cara deram uma pausa e passaram um documentário sobre a banda muito interessante, muitas informações sobre o começo da banda, entrada e saída de integrantes, curiosidades dos  membros da banda e falaram sobre o convite de Hugo Mariutt pra fazer parte da banda etc.

Passado esse documentários os caras continuaram o show, mas dessa  vez com o set list do segundo álbum da banda, tocado na integra: "Treatre of Fate",  logo após a intro “Illusions”,   rolou a “At Least a chance” assim com todas as músicas. A “To Live Again” e “A Cry From The Edge”, mais o choro de “Live for The Night” foi de arrepiar, já em clima de despedida rolou  as “Prelude to Oblivion" e "Moonlight", quando todos pensavam que tinha acabado o  doidão do Pit canta um pedaço da música "Evolution", e em seguida rola a “Rebel Maniac”. Rolou até uma roda e pra finalizar os cara encerram com “We Will Rock You”, do Queen.

Um espetáculo pra ficar marcado na Historia do Metal em Pernambuco e na lembrança de quem viu pela primeira vez, ou mais uma vez esta histórica banda.

O Arena Metal parabeniza a Black Discos (João Marinho) por esta organização e participação na história do Metal em Pernambuco e na carreira da banda Viper.

Imagem não carregada Imagem não carregada Imagem não carregada Imagem não carregada Imagem não carregada

Imagem não carregada Imagem não carregada Imagem não carregada Imagem não carregada Imagem não carregada
Imagem não carregada

Fotos e Texto por Willian Headbanger

<< Voltar ao Site