Recife foi tomado mais uma vez pelas bandas covers, vale a pena lembrar, que esse tipo de show as bandas covers atraem mais público, que as bandas que compõe suas próprias  músicas isso e uma pena.

Começou com a SWEET SHOT, a qual subiu ao palco com suas composições próprias, os caras mandam um bom Hard Rock, infelizmente não era possível ouvir a vocal do cara, que ficou horrível, o vocalista cantava muito baixo dificultando assim o entendimento do que era cantando, segundo o mesário o problema não era do som, mas sim a altura da voz do vocalista a banda ainda mostrou uma falta de interesse, pois pedi o set list da banda e não me foi cedido.

Em seguida, subiu ao palco a SKID ROW COVER, os caras mandaram com muita competência os grandes clássicos: I  REMEMBER YOU, IN A DARKNED ROOM, FORVEVER. Entre outros, liderados por um guitarrista psicopata, levou o público feminino a loucura.

                 

Chegou hora dos chifrudos do AC/DC COVER, nos apresentaram um pouco do inferno, fazendo jus ou calor infernal que estava no BOMBER BAR ROCK. Nos primeiros acordes da música SHOOT TO THRILL, entre outros clássicos estão BACK IN BLACK, HELLS BELLS, JAILBREAK e encerraram nos brindando com HIGHWAY TO HELL e WHOLE LOTTA ROSIE. Vale à pena ressaltar o destaque da banda: todos os integrantes.

              

Após toda a euforia do AC/DC cover, subiu ao palco do BOMBER ROCK BAR:  BLACK FLOWERS mais um banda com composições próprias, que infelizmente o público não ficou pra apreciar os cara, que por sua vez executaram boas música com SANDROSE, GET OUT OF WAY e a baladinha REMERBER, ainda detonaram um clássico do DEEP PURPPE – HIGHWAY STAR, pra quem gosta de um bom HARD ROCK vale a pena ouvi caras.

             

Já perto das 4h da matina, a vez do BON JOVI COVER, empolgando o público que voltava ao recinto para ver o show de encerramento. Os clássicos como: KEEP THE FAITH, ALWAYS, entre outros, com muita competência os caras encerraram o show em grande estilo.

              

Parabéns a Léo pela qualidade sonora do evento e pela escolha das bandas de qualidade musical.

 

Texto e fotos por Willian Headbanger