Texto e foto por Willian Headbanger

GALERIA DE FOTOS

O Arena Metal  mais uma vez  compareceu  a mais evento no agreste Pernambucano, mais precisamente  na cidade de Caruaru, onde rolou o IV Bestial Massacre  com  as bandas Ímpios (PE),  Lord Baal (PE) , Bemdesar (BOL), Carrasco (PE)  e Mausoléum (SP).


O evento estava marcado para começar às 20:00  mais quando a banda Ímpios  deu início a celebração eram 22:23. A banda Ímpios, banda do idealizador do evento, o vocalista Thiago  Impuro (que também já fez parte da banda  Lord Baal  tocando baixo),  reune mais três malditos, Anderson Sacrilégio (guitarra), Magno Zyklon-B (baixo) e  Lord Spectrum Daemoniacus (bateria)  e tudo começa  com  “Ritos de Guerra/ Armagedom”, primeiras faixas da demo “Total Heresia”, lançado em 2013. Em seguida rolou “Nas Entranhas da Escuridão” e “Rigo Mortis”, faixas ainda não gravadas,  e “Ao Negro Rei das Profundezas”, “Deusa da Luxúria”, “Inconoclastas de Satã”, e para finalizar  a faixa titulo da demo, “Total Heresia”. Uma apresentação impressionante em que todos os membros  da banda fizeram seus shows a parte,  mas gostaria  de destacar, como  sempre, a performance de  Lord Spectrum Daemoniacus, que  parece que seus membros são marretas, que expelem muita técnica e violência, como tem que ser .


Sem muita demora  a horda  Lord Baal (atualmente com os  guerreiros Baalberilh no vocal, Maniac  Pazuzu e Sabazius nas guitarras,  Agaures no baixo e Baalzebuth na bateria) sobe  ao palco. Os caras vieram com novidades, pois estavam lançando mais uma demo e dessa vez as músicas não são cantadas ao contrário. Eles já começam a apresentação com uma intro seguida da faixa-título da nova demo, “Baal Shamen”. Em seguida, a música  “Morte ou Maldição” que dá nome  a demo de  2009. Em seguida, outras duas da demo nova “Canções dos Mortos” e “Caos Infernal”, quando  rolou um pequeno caos por duas vezes nessa última música devido a uns probleminhas no microfone e na guitarra, e, por isso, ela teve que ser  reiniciada duas vezes, mas nada que atrapalhasse a performance da banda. Que dá uma morgada, dá , mas acontece. A devastação continuou com as músicas “Adorar  o Diabo”, da demo “Morte e Maldição”, e mais  “ Baphomet”, “O Ritual”, e “Pazuzu”, esta do novo trabalho. Pra finalizar, os cara fizeram uma homenagem  com uma versão da música “Irmandade Obscura”, da banda Mausoleum e fecharam assim uma apresentação devastadora.


Também sem muita demora os bolivianos do Bemdesar  sobem ao  palco, divulgando o LP “Unión Satánica de América del  Sur”, um  Split com Mausoleum, Nebiros e Ekron Cult. A banda,  atualmente  formada  por  Conde Raum (baixo) , Guilhermo Hurtado (bateria) , Maniac Violator (vocal) e Inferum (guitarra),  está na ativa desde 1999 e vem mandando um Satanic Black Metal com muitas influências de doom metal, dando uma sonoridade  sombria às músicas, que são bem compridas, que é uma característica do doom, ou seja, músicas longas, e arrastadas, e cheias de blasfêmias, e esse é o som do Bemdesar.

É bom sempre e acho muito importante citar isso, mas sem muita demora mais uma vez, outra banda subiu ao palco e era a vez da mais aguardada da noite: Mausoléum. Eles estão comemorando mais de 20 anos de resistência underground, e tem muita história pra contar. A banda vem atualmente com Von  Labarthe (vocal), Marta Blasphemer (bateria), Douglas  e Felipe (guitarras) e Bestial Wolf Berserker (baixo). Após uma intro, a banda solta a  primeira música e não poderia ser melhor pra celebração do que a faixa  “Bestial Massacre”, música que deu nome ao evento, seguida de “Litania à Pâ Soberbo”, “Na  Taverna dos Frios Tormentos”, “Reverenciação dos Filhos  Mórbidos da Deusa  Hecate” e “Do Empunho a Espada Apogeu do Forte” e isso era apenas a metade da história! A celebração não parava, com muitos a cantar junto com a horda quase que todas as músicas. Durante “Lillitth” e “ Culto a  Licantropia” já se sentia um clima de despedida, e finalizaram uma apresentação impecável com “Irmandade  Obscura” e “Beltane”.


 
Já para encerrar, mas com muita demora, a banda Carrasco estava prestes a fazer, a meu ver, sua pior apresentação, pois  Opressor (guitarra e voz)  e Torturador (baixo) estavam visivelmente muito embriagados, mas como Terror  Holocausto (bateria)  ainda  estava sóbrio  os caras foram tocar, mas não foi legal. Além da demora, já não tinha quase ninguém no recinto (apenas  uns cinco amigos na frente do palco, eu e outras poucas pessoas ao lado tirando umas fotos). Teve um momento que dei uma saída e quando voltei  só havia  duas pessoas no palco tocando. Achei estranho, mas eis que de repente vem o baxista correndo e sobe no palco, no meio da música, caros leitores. Não foi legal, mas sei que eles tocaram até o fim. Mas, como disse, foi a pior apresentação da banda que já vi. Na verdade, acho que foi uma banda fora do contexto para o evento. Quero deixar bem claro que tal comentário não é para prejudicar a banda Carrasco,  a própria fez isso só, apenas relato o ocorrido.
O Arena Metal mais uma vez agradece  a parceria com Thiago Impuro, idealizador desse evento que já esta na sua 4º edição, e espera que isso se prolongue  por  muitos  anos. Parabéns pela excelente produção .


 
Resistência metal.   

 

<< Voltar ao Site