Texto e foto por Ismael

Em mais uma cobertura oficial, o site Arena Metal foi mais uma vez para Arapiraca/AL para cobrir o Ara Rock Night, que chegou a sua terceira edição. Um evento bem organizado, que reuniu bandas locais e de outros estados. Integraram o cast as norte rio grandenses Bones In Traction e Monster Coyote, as arapiraquenses Virulência e Marcus Maussan e a paulista NervoChaos. Todas as bandas tocaram neste último sábado no Clube dos Fumicultores para um público diversificado, mas que tinha o mesmo objetivo naquela noite: ouvir muito metal e apoiar a cena arapiraquense, que vem crescendo cada vez mais.

Bem, eu sempre acostumado com atrasos em alguns shows pensei que neste evento seria semelhante, mas infelizmente quebrei a cara, pois o evento começou pontualmente e quando entrei na casa de show a primeira banda, Bones In Traction, já se encontrava no palco com seus grooves pesados. A banda já foi aquecendo os headbangers presentes, uma vez que o público encontrava-se quieto e alguns ainda estavam entrando na casa de show. Às vezes me pergunto o porquê dessas atitudes do público: a Bones In Traction não tava fazendo nada errado, mas público apenas mostrou um pouco de timidez e demorou bastante pra chegar próximo ao palco pra retribuir o show. A galera  só chegou junto quando a banda tocou Refuse/Resist do Sepultura. Sobre o set list, a mesma tocou várias músicas do EP “In the Docs” seu mais recente trabalho como “Hell to the King”, “Rubber Bullet” e “Gain by Grain”, que os alagoanos tiveram a chance ver ao vivo pela primeira vez.

A segunda a subir no palco foi a conterrânea do evento, Virulência, que é uma banda recém formada com menos de um ano de atividade. Os caras já mostram uma presença de palco incrível, digna de admiração. No Ara Rock Night foi a 3ª apresentação da banda que levou seu crossover de uma ótima performance, tendo a chance de apresentar todas as suas composições já gravadas como “Homem Moderno”, “Extermínio” e cover da música “Possuído pelo Cão”, do D.F.C.  E como já era esperada durante a apresentação da banda foi onde se formaram as primeiras rodas que continuaram durante a duas bandas seguintes. Uma coisa que chama atenção é que os arapiraquenses apoiam fortemente as bandas da cidade e o público acompanhou cantando boa parte das músicas da Virulência.

A próxima a comandar a destruição e fazer o público bagear bastante foi a também vinda de Mossoró/RN, Monster Coyote que já vem divulgando seu trabalho a alguns anos, sendo muito elogiada pela mídia especializada e se apresentando em diversos lugares importantes do cenário nacional, um deles foi a última edição do Abril Pro Rock (2014). Com seu som produzido de uma forma mais atual, bem stoner metal, a banda fez o público chegar junto para deixar o pescoço doendo. As músicas do seu set foram baseadas no álbum “The Howling”, de 2012, além de tocar a música “The Shepherd Who Saves The Wolf, Dooms His Sheeps”  que integrará o seu próximo álbum, previsto para ser lançado ainda este ano. E pra quem estava esperando um som bem carregado para exterminar o pescoço, a banda foi um prato cheio.

Sem muita espera chegou a hora de subir ao palco uma das bandas mais esperadas da noite, que recentemente voltou de uma tour na Europa e veio pra Arapiraca divulgando seu mais recente álbum “The Art of Vengeance”, que foi citado por nosso site - Arena Metal - como um dos melhores álbuns de 2014.  Naquele momento, na 3ª Edição do Ara Rock Night, não era uma banda qualquer  que estava em palco, era o NervoChaos, considerado por muitos como um dos mestres do underground nacional. A banda veio pra puxar inúmeras rodas durante a apresentação, ou seja, isso é absolutamente “normal” quando se trata deles, pois a insanidade é total quando se traz peso e bastante agressividade para um palco. Um dos momentos tensos foi quando a violência das rodas provocou algumas confusões, mas nada que atrapalhasse a qualidade do evento e a apresentação da banda. Foi a segunda vez que a NervoChaos passou em Alagoas, desta vez voltando como um trio e algumas pessoas que viram a banda em outroas oportunidades perceberam que eles continuam entrosados, demostrando firmeza e se mantendo forte na cena nacional, além de ser uma das bandas a mais tempo na ativa, fazendo diversos shows e levantando a bandeira do metal nacional.

Pra fechar a noite e acalmar os headbangers, a responsável foi a também arapiraquense Marcus Maussan, que traz seu heavy metal melódico. Eles apresentaram no seu set list músicas próprias, um tributo à outra banda de Arapiraca, The Other Side, e cover de bandas lendárias como Accept. Infelizmente não pude ficar até o final da apresentação da banda, pois o cansaço já era inevitável. Mas, pelo o que foi visto durante a apresentação das músicas inciais do set, o público fez vários coros acompanhando a banda em vários momentos e os casais curtindo bastante.

Em mais uma ida até a Arapiraca, todos os organizadores (Carlos Eduardo e Téo Carnaúba) do Ara Rock Night só tem que ser parabenizados, pois foi um evento bem organizado reunindo grandes bandas num local bem apropriado e o principal de tudo (para gerar energia para as próximas edições) durante esta terceira edição foi... PÚBLICO SAINDO SATISFEITO!!

 

<< Voltar ao Site