Texto por Hugo (Radiação Bestial - Venomous Breath - Caverna)
Por Willian Headbanger (Caverna) e foto por Willian Headbanger

GALERIA DE FOTOS

O dia 17 de outubro de 2014 registrou a passagem da banda carioca VELHO, em show que também contou com a pernambucana Radiação Bestial e as paraibanas Venomous Breath e Carvena.

O atraso é normal nos shows aqui no Recife, e quando se trata da casa de show Casarão das Artes o público repudia mais ainda, mas foi o único local que abriu as portas para esta celebração. Quem abriu o show foi a banda de speed black RADIAÇÃO BESTIAL, que apresentou seu novo baterista. A banda divulga o seu opus intitulado "Padre Possuído". Ao vivo a banda soa mais Black, com seus riffs cortantes e cadenciadas de bateria. Apesar da banda ser recém formada, o público já conhecia algumas músicas e quando iniciou as rufadas da música 'Extermínio de Porcos' os hellbangers se armaram e a roda foi garantida. Quase vi o pilar de sustentação central do local ir abaixo. A banda fechou sua curta apresentação com a faixa Radiação Bestial, que encerra o seu EP.

De Campina Grande, Paraíba, veio a segunda banda da noite, a VENOMOUS BREATH. Trabalhando um Old Death Metal (e poderíamos dizer) com nuances de Black Metal eles nos apresentaram músicas de seus EPs inclusive do promo deste ano. A banda agitou mais ainda que a anterior, garantiu rodas maiores e parecia empolgada com o público que compareceu. A banda elogiava constantemente o público que apareceu em bom número. Com mais tempo no palco e com boas músicas autorais, garantiram a satisfação dos hellbangers.

Sem muita demora e se mantendo com bandas paraibanas veio a CAVERNA. A banda é na verdade uma dupla e, particularmente, acho esquisito, sonoramente falando, até porque quem está ouvindo sente falta do grave nas músicas, mas fora isso os dois únicos integrantes não fazem feio. O guitarrista apresenta as músicas, mas quem canta é o baterista Vinícius. Eles tocaram música do Debut 'Anticruz' e a música 'A queda' foi uma das que foi executada, com seus riffs e viradas infernais. A faixa título também foi fuzilada junto aos símbolos de terror. Também teve a música “'Violando Túmulos”, que fez parte do Split que eles fizeram com a banda principal da noite, a Velho. A banda já no final de seu set tocou uma música que contou com a participação de alguns berros do vocalista Hugo Magalhães, do Carrasco.

Com o Casarão extremamente lotado, a banda mais esperada começou a tocar - VELHO. A cada música parecia que o Casarão iria cair!. Como não havia palco, todo mundo queria cantar junto com o vocalista. Os poucos momento que eu consegui ver a banda, a cena era a seguinte: Os caras tocando, e o vocalista dividindo berros com os bangers. Isso fez com que quem estava mais atrás não conseguisse ver muita coisa, apenas a banda tocando no choro e o tumulto de bangers ensandecidos. Já era um pouco tarde e a apresentação da Velho foi curta, mas extremamente insana e satisfatória aos fãs, que não foram poucos.

<< Voltar ao Site