Texto por Ismael Guidson, foto por Renato Tiengo

 

Dia 05 de julho 2015 não foi um dia qualquer para o município de Arapiraca em Alagoas, pois foi um dia que uma das maiores bandas de metal extremo do mundo se apresentou na cidade e além disso fazendo história como um grande passo na cena local que pela primeira vez realizou um evento de grande porte.  O Arena Metal teve a honra de fazer parte dessa história com a cobertura exclusiva do evento, onde se apresentaram as bandas Virulência (Arapiraca-AL), Warcursed (PB) e os gaúchos da banda Krisiun. O show foi realizado no clube dos fumicultores, com estrutura admirável pra ninguém colocar defeito e para um público que merecia bastante um show como este.

Não é toda vez que se tem um evento como este no interior do estado. Com isto, pessoas de diversas cidades de Alagoas saíram de suas localidades para prestigiar esse grande momento em Arapiraca. Vimos pessoas de União dos Palmares, Palmeira dos Índios e caravanas saindo de Maceió, que nos últimos meses vem sempre apoiando a cena arapiraquense. Com o show marcado para acontecer às 17 horas do domingo, todos chegaram cedo e às 15 horas já era possível ver vários headbangers na frente do clube, esperando a abertura dos portões.

Às 19:40 subiu ao palco a banda Virulência, que trouxe seu Crossover Thrash Metal para mostrar o que se está sendo produzido na casa e as pessoas, de cara, já estavam junto à grade, garantindo o lugar para curtir a banda, que mostra influências dos brasileiros  Bandanos. Vendo pela segunda vez a apresentação dos caras é possível notar o quanto estão bem entrosados e tocando cada vez mais crossover. Devido ao atraso no começo, o setlist a banda teve que ser reduzido e foram cortadas algumas músicas como “Sentir Ódio e Nada Mais” (RDP) e “Questão de Tempo”. Com bastante ação, a Virulência fez muita gente bater cabeça e cantar muitas músicas do setlist, que no começou trouxe músicas autorais como “Homem Moderno e Extermínio”, mescladas com covers do DFC e do Possuídos pelo Cão que fez muita gente acompanhar cantando e aplaudindo a banda revelação de Arapiraca e que pode ganhar o Brasil a fora.

Logo depois, sem muita espera, era hora de subir ao palco uma das bandas mais energéticas e destruidoras: os paraibanos da Warcursed. Eles vieram pra mostrar sua presença de palco fantástica e divulgar seu mais novo trabalho,  o álbum "The Last March", que vem sendo muito bem elogiado na mídia especializada. Existem bandas que deixam a desejar em apresentações ao vivo, pois não trazem muito pro palco aquilo que foi produzido em estúdio... Bom , esse não é o caso da Warcursed pois, ao vivo, os caras demonstram o quanto são bons na apresentação com seu death metal de primeira linha. A banda começou com "Superior Tyrany", remeteram ao seu trabalho anterior com a música "Deadline", dando continuidade com “The Last March” e “Scape from Nightmare". Para se ter idéia, o público apoiou em todo momento a apresentação da banda, deixando transparecer o quanto aquilo ali estava sendo fantástico e de uma ótima performance. As rodas já eram constantes e o público bastante insano, batendo cabeça a todo momento. Luciano de Mirando vocalista e baixista, em um dos momentos durante o show viu  a animação do público, desceu do palco para chegar mais junto e foi curtir com a galera tocando seu baixo, fazendo um apresentação suprema de elogios e uma foda presença. Ainda tiveram oportunidade de apresentar “Sandstorm”, “K.I.Y”, “Renegade From Hell” e “Deathmachine”. A Warcursed também teve que suspender a apresentação de 3 musicas, mas segundo Luciano Miranda (vocal- baixo) ''este fato deixou um clima de quero mais tanto pro publico quanto para a banda''.

Apos alguns ajustes no palco era hora de fechar a noite histórica.O  Krisiun chegou para mostrar o quanto uma cena pode ser forte e que a união pode gerar resultados fantásticos, união essa que cito foi da produção do Ara Rock com a do Pro-Cultura que fizeram um marco na cena arapiraquense produzindo este mega evento.

Era hora de Arapiraca fazer parte da The Great Execution World Tour...

Com as luzes apagadas já era ouvido os coros ''Krisiun, Krisiun...''. A introdução já sendo executada só fez os coros se intensificarem ainda mais e quando  Max Kolesne chegou em seu local de trabalho, pudemos ter certeza... o KRISIUN CHEGOU EM ARAPIRCA e a GRANDE EXECUÇÃO seria garantida. Abrindo com “Ominous” a banda já deixou muita gente batendo cabeça, deixando muitos apenas conferir e ver quem estava no palco, creio que meio inacreditável pra se ter ideia seguindo com “The Will to Potency”. Durante a passagem para a música “Combustion Inferno” alguns problemas na bateria fizeram a banda interromper a apresentação, mas enquanto o problema não foi resolvido Moyses Kolesne fez um show a parte com solos na guitarra e logo após o problema ser resolvido “Combustion Inferno”, seguida por “Descending Abmination”, música que durante a passagem de som foi executada e muitos no lado de fora da casa de show ficaram bastante empolgados. Caro leitor, peço que imagine durante o show o quanto foi empolgante para todos presentes. Seguindo com “Vengeance`s Revolution” e “Vicious Wrath”. Alex Camargo sempre elogiando o público e levantando sempre a bandeira do underground, ainda agradecendo a cidade de Arapiraca e Maceió, momento este quando o mesmo citou a lendária banda maceioense Goreslave, que já tocou junto com o Krisiun na capital alagoana. E deu continuidade ao show com “Blood of Lions”, até então ser anunciado que seria tocada uma música do mais novo álbum da banda o “Forged in Fury” e todos que estavam presentes tiveram a honra de conferir “Ways of Barbarian”. Poodemos ver nessa música que o Krisiun continuará extremo como sempre e “Forged In Fury” será um ótimo álbum. Seguiram com “Ravager” e “Bloodcraft”. E a surpresa da noite foi um cover muito bem de uma música do Motorhead, Fechando o dia histórico com “Balck Force Domain”.

Sediando um evento de grande porte, Arapiraca só tem a crescer e divulgar os principais festivais que vem sendo produzidos por lá como Pro-Cultura, Ara Rock e Noise, assim trazendo pessoas de fora e mostrando o quanto a cena está rica na região.

<< Voltar ao Site