Bandas: SAKHET

Categoria: Speed Metal

Ano: 2015

Ao ouvir uma banda de speed metal nunca consigo desvincular a ideia de que se trata de um revival. E esse álbum dos cariocas do SAKHET, intitulado "A Voz de Sakhet", lançado pela Rock Animal em parceria com um coletivo de parcerias, é um exemplo claro disso. A produção é muito suja, tanto que há momentos que chega a ser difícil distinguir os riffs da guitarra de Carlos Outor ou o bumbo de Pedro Hertman.

O álbum inicia com a faixa-título, com uma letra muito bem sacada que, assim como as demais do cd, é toda em português. Em alguns momentos o sotaque carioca de Jana Lemos lembra bastante o de Carlos "Vândalo" Lopes no clássico  "Antes do Fim". Uma das letras que destaco no cd é "666 Cervejas", cujos versos têm frases em feminino (a saber, tem muita música por aí com mulheres cantando cujos versos estão em masculino, no máximo indefinidos). Já em "Hipatia" eles não foram nada criativos, pois a sensação que tive foi que estava ouvindo  "Bomber" do Motorhead. Já "Guerreira dos Desejos" é a primeira faixa onde se escuta o baixo de Jana Lemos enquanto em "Sem Deus Sem Lei" a voz principal não é dela, mas também não consta nos créditos quem é.

Há também a faixa-título retirada do ep "A Caminho Inferno" e mais duas (“Na Cerveja Eu Acredito” e “Liberdade”) todas de 2013. Nestas faixas a bateria foi tocada pelo produtor Gabriel Bitch Hunter, que é ex-integrante. Já na primeira delas, "A Caminho do Inferno", nota-se que a produção deste  ep foi menos suja e deixou tanto os instrumentos mais claros como a voz mais nítida. Talvez se o restante do cd tivesse este nível de produção fosse mais bem entendido.

O álbum finaliza com "Born for Burning", um cover do Satanic, fato que me surpreendeu, pois é uma banda bem underground homenageada desta forma.

Cheers!!!

(por Léo Quipapá)

                                               << Voltar ao Site