Bandas: ROADIE METAL VOL 5 

Categoria: Compilação

Ano: 2016

Mais uma vez a Roadie Metal solta uma coletânea dupla, com 34 músicas de diversos gêneros e regiões. Aproveitem que a viagem é longa!

O cd1 inicia com o hard rock dos gaúchos do Dramma, com o som “Sombra da Escuridão”, mas não chega a empolgar, apesar da ótima produção. Já a faixa seguinte, “Southern Brave” dos, também, gaúchos do M-19 é similar ao tanque que dá nome à faixa, num thrash mais modernoso mas muito legal. O thrash continua com o duo carioca do Vorgok, só que bebendo de fontes mais tradicionais. Já os goianos do Shallrise baixam a afinação, metem guturais e tempos quebrados na ótima “Follows His Quest”. E mais uma banda gaúcha participa da coletânea, o SuperSonic Brewer, que também esteve no Vol. 5. Aqui eles detonam com “Trapped in na Hourglass. Saindo do frio com thrash para o calor com hard rock dos alagoanos do All 7 Days com “Ensign of War”, que tem até várias inserções de vocal gutural.

O primeiro destaque do cd eu citaria o duo ‘mineirucho” do InCarne, com “Good Morning, Humans”, uma brutalidade em forma de death metal, com vocal podre, mas instrumental mais limpo. Outra banda legal é a sorocabana Lethal Accords, com “I Have a Dream”, que lembra bastante o Angra da fase com André Matos. A faixa seguinte, “Like I Said” dos cariocas do Deviation chama a atenção pela doce e excelente voz de Miss Lilith Mulier.

O cd2 além de ter bandas mais conhecidas também mistura bastante os estilos. Logo de cara temos o Torture Squad com a paulada “No Escape from Hell”, que é uma típica faixa do estilo deles, ou seja, Death com Thrash e técnica muito bem alinhados. Após uma paulada, nada melhor que outra, e aí entra o death dos paulistas do Maverick com “Upsidown”, uma banda muito boa e que em breve terá muito destaque pois o trabalho deles é muito bom. O The Goths vem com seu Heavy Metal em “The Death”, faixa-título do cd deles. Uma banda que gostei muito do trabalho, os paulistanos do AirTrain estão presentes com “Back to War”, seguida pelos mineiros do Cracked Skul com a forte “Facism”, um death/thrash com pitadas de Iron Maiden no riff inicial. O cd fecha com os alagoanos do Jäilbäit com a faixa “Do You Wanna Be a Rockstar” e mais uma vez parabenizamos o guerreiro Gleison Júnior, por mais uma coletânea que dá oportunidade a bandas de todos os cantos e estilos do Brasil.

Cheers!!!!

(por Léo Quipapá)

                                               << Voltar ao Site