Bandas: COLETÂNEA

Categoria: Metal

Ano: 2015

Cd 1 – 77min
Mais uma vez o guerreiro Gleison Júnior garimpou o riquíssimo underground brasileiro e nos entregou o quarto volume de sua coletânea. Nesta edição foram 34 bandas em cd duplo, com 77min em um e outros 72min em outro. O trabalho gráfico é de primeiro mundo, em embalagem digipack, com um encarte que apresenta cada uma das bandas e seus contatos.


Diferentemente do Vol. 3, que resenhamos aqui, desta vez as primeiras bandas tem sons mais leves. O Supersonic Brewer (Adorei esse nome), com seu stoner pesadão abre os trabalhos e segue com o Dancing Flames e seu hard rock competente. O peso chega com o All 7 Days e seu som bastante influenciado pelo Korn. O hard rock volta com o Cassino.357, que é a primeira que canta em português, assim com a Overdose Nuclear, que vem na sequencia com toques de doom e um heavy mais pesado. Quando o Hating Evil começou eu já pensei “cacete… isso é puro Kreator da época do Pleasure to Kill, mesclado com a crueza de seus conterrâneos do Dorsal Atlântica dos dois primeiros trabalhos!”. Ótimo som esse deles e primeiro destaque do cd em minha opinião. A faixa do White Death é um hard rock também, mas com uma paralisada no meio do som, antes do solo. O Kalonia até é representado por uma boa faixa, mas a produção da mesma é muito fraca, chegando a ter o vocal quase inaudível, mas se o trabalho dos caras tiver a mesma garra desse som, vale uma conferida. O Hell Gun vem com um som numa vibe bem Iron Maiden, mas a produção não é legal. Particularmente achei a VigiliAnonima extremamente chata. Não me empolgou em nada, além de não ter muita originalidade no título da música, visto que é igual a uma frase do Paralamas do Sucesso. Já a Demons Inside tem até um som legal, mas a bateria tem uns momentos que sai do ritmo e o vocal não casa bem com o som. O peso retorna com o Outlanders, que garantem uma boa faixa. O Archard tem uma ótima vocalista, que em alguns momentos lembra bastante Jinx Dawson, dos americanos do Coven. Pena que a faixa não tenha boa produção e senti falta do som de uma segunda guitarra no primeiro solo, mas me empolgou bastante esse som deles. Na sequencia, o Delta 7 tem boa produção, mas o som é meio pop rock sem peso e com letra muito rádio FM. Com baixa produção tem o Codmorse, em uma faixa que também não me agradou. Já o The Walkins vem com um rock n’roll bem legal na linha do Velhas Virgens. O CD fecha com o hard rock do Soul’s Guardian.

O cd 2 inicia com o Mistrust, que mistura um pouco de power com thrash. Já o [maua] vem com sua brutalidade direta e com ótima produção, com todos os sons bem cristalinos. Também gostei do som do Carpem Diem, com levadas mais modernas e letra em português. Dizer que o Jäilbäit é um filho bastardo do Motorhead é chover no molhado (vide a grafia do nome) e eles fazem jus a isso em uma faixa bem forte. O Sephion tem instrumental forte e refrão pegajoso. Na sequencia, duas bandas que não gostei, que foram Consequencia e Midnight Order. O Rocksteria tem equalização fraca para guitarra e baixo. O Ender 7 parece uma versão mais pop em portugês do System of a Down, seguido pelo SC16 e Basttardos, que tocam hard rock também em português, mas sem tanto brilho ou destaque. Já um destaque negativo eu daria ao WearBlack pois nos apresentam uma musica sem atrativos e com um refrão com vocal absurdamente ruim. Já o Iluminácidos até tem uma música legal, mas peca feio no refrão. O Thoryk tem um som que ouvido com calma pode ser acusado de plágio de “House of the Rising Sun”, mas felizmente muda na parte que conta com vocal e do meio adiante parece bastante com o Angra. Mais um hard rock vem com o Covil de Antelon, com letra meio pop mas legal de ouvir. A Banda 80 Rock tem momentos de mais peso mesclados com momentos mais pop, alicerçados por bons teclados. O guitarrista Rhuan Carvalho fecha o cd com outro hard rock. E como eu disse no começo, o garimpo que o Gleison faz nos dá muitos prismas do rock nacional.

Parabéns pela iniciativa, guerreiro!

Cheers!!!

 

 

(por Léo Quipapá)

                                               << Voltar ao Site