Banda: REALIDADE ENCOBERTA

Categoria: Crossover/Thrash Metal

Ano: 2014

Logo aos primeiros sons deste Momentos antes do Caos, notamos que a imensa espera por este primeiro trabalho oficial do Realidade Encoberta fez com que a banda azeitasse muito bem seus sons e nos presenteasse com um trabalho acima da média, em todos os sentidos. Lembrando que a banda foi formada em 1987 e tem apenas uma demo, gravada em 2013.

Logo nos primeiros riffs de "Caos" nota-se que as paredes de guitarras a cargo de Tulio Falcão (atual Cruor e ex Dark Fate) e Paulo André (ex-Inner Demons Rise e Oddium) trouxe peso, groove e melodias mais voltadas às thrash metal. A batera de Zk Aranha (atual Firetomb e Cruor) além de muito bem equalizada dita bem o ritmo das faixas. Mas o que me encheu os olhos de alegria foi ouvir o baixo de Marcelo Magal nesta gravação. Ele ficou alto, cheio, encorpado e muito violento.

De "Servidão Compulsória" em diante o que ouvimos é um desfile de riffs, batera na cara e letras de protesto. Ao ler e ouvir o vocal Carlos Underground, remeti imediatamente a Eduardo Pesado, ex-Cambio Negro HC e a Fernando do Sociedade Armada. O som do Realidade Encoberta apresenta nuances de Nuclear Assault, D.R.I, Psychic Possessor e Ratos de Porão (em sua fase mais crossover).

Ouvir a sequência "Não/Brasil", "Matando a Humanidade" e "Mergulhados em Poças de Sangue" (esta com backing vocals de Jorge Picasso, do Oddium e Henrique Poço, ex-Anthares) sem abrir um sorriso e sair pogando é difícil. Outro destaque é na curta "Cabeças da Miséria", com seus vários andamentos e letra irada. Outros destaques vão para a faixa título e "Medo e Desgraça ", sendo que esta encerra o trabalho.

Apesar de não ser um CD extenso, são 12 faixas que transpiram revolta e técnica apurada. A arte gráfica, a cargo de Hugo Veikon, também ficou muito bem elaborada, com encarte completo com todas as letras. Certamente o ex-integrante Nado, falecido em 1996, está muito satisfeito com o trabalho que seus amigos do Realidade Encoberta eternizaram neste trabalho. Compre logo o seu, pois esse CD não vai demorar a esgotar.

[Facebook] - [resenha 2013]

(por Léo Quipapá)

                                               << Voltar ao Site