Banda: PETITE MORT

Categoria: Doom / Black Metal

Ano: 2012

As bandas de Doom Metal são pouco resenhadas em diversos meios de comunicação do segmento Metal. Aqui comentaremos a banda PETITE MORT, do Espírito Santo, que flerta tanto o Doom Metal quanto o Black Metal, mas ao longo das sete faixas, do EP homônimo, a banda frisa mais o Doom.

A banda existe desde de meados de 2005, mas apenas em 2012 foi lançado o material. A demora valeu o resultado alcançado, pois as músicas têm arranjos criativos de muito bom gosto. João Andrade (v) - Ronaldo Bouguignon (bx) - Matheus Franco (g) - Georges Delanos (g) - Kevin Caron (tl) - Wagner Gracia (bt) foram responsáveis por este trabalho.

Após uma faixa introdutória nos deparamos com um ambiente que prognostica algo frio. Foi o que senti ao ouvir os teclados e riffs de acordes soltos. Tive a certeza quando começaram os riffs arrastados. Interessante que a voz de João Andrade não fica apenas naquela linha Moonspell (Embora vez ou outra ele nos faça sentir essa influência).

A faixa From Sweet to Bitter é a que nos convida a permanecer ouvindo o material. Esta faixa tem utilização de teclado, oscilação de vozes, partes acústicas e ainda pegadas extremas por parte da bateria. Com tantos elementos parecem confusos, mas ficou suave.

As faixas seguem o padrão proposto pela banda em todo EP. Gosto da forma de trabalho deste modo, pois a banda cria uma rótulo para o material e não é fácil trabalhar assim, ou seja, criar músicas que façam ligações umas as outras e sendo original e distintas entre si.

Vou destacar a faixa Evil Desire por ela apresentar um elemento a mais dos já citados acima. Eles foram mais além e incluíram uma voz feminina, de Bruna Sperandio, como participação especial. A criatividade da banda nesta faixa parece ter sido mais além das demais ao longo do EP. Incluiria os trabalhos das guitarras como mais um destaque.

Outra música que tem uma atmosfera muito boa é a faixa My Second Death, que encerra o material, viajando entre o Doom e Black Metal. Só não gostei da extensão da música (7min43seg), mas isso é uma questão de gosto particular.

Apesar de se tratar de um EP a banda se preocupou em estampar as letras no verso do encarte e fazer um label no CD. A qualidade sonora de todo material é realmente muito bem esmerada. Esperamos que esta banda seja lançada por alguma gravadora com material de grande tiragem, porque competência não falta a PETITE MORT.

Myspace [aqui]

(por Hugo Veikon)

                                               << Voltar ao Site