Banda: NECROMANCIA

Categoria: Thrash Metal

Ano: 2013

A NECROMANCIA vem com seu 3º álbum oficial de uma carreira com quase 30 anos e ele é o reflexo do que essa banda paulista apurou ao longe desse tempo, mesmo com lacunas enormes de um lançamento para outro, ou com intervalos em suas apresentações. Mas o que este novo lançamento, lançado em 2012, vem nos mostrar é que a Necromancia se mantém fiel ao que sempre fez. Se formos comparar ao lançamento antecessor, o aclamado 'Check Mate', poderemos apontar que neste 'Back from the Dead' a velocidade aumentou, atrelada a mais peso e groove. A banda nem soa como um trio, e eles ainda também se mantém fieis até nisso, com a mesma formação que elaborou o debut oficial auto intitulado e o já citado 'Check Mate'. Os irmão Marcelo D' Castro (guitar / vocal) e Kiko D' Castro (bateria) mais o baixista Roberto Fornero.

Com letras voltadas mais para o lado social e humanista, eles voltam dos mortos e suas melodias que definitivamente fazem passagens super interessantes, desde sua música de abertura, "Playing God", que tem uns riffs muito bem adequados para iniciar um álbum. Nessa música logo percebemos bem os elementos que mencionamos, que também se estendem aos contra tempos e tiros das cadencias da faixa "Under the Gun".

Vamos dar destaque total para a faixa que intitula o álbum. A "Back from the Dead" começa com um peso desgraçado, mas a sua queda é todo o charme da música, com o trabalho de Kiko ao seu set up de bateria, seja nas exploração de arranjos em seus pratos, ou nas levadas de marcações lentas de seu 'double bass'. É uma música rica, que concentra vários elementos nela: Peso, cadência, groove, feeling... e um back vocal que não sabemos de onde vem... enfim, até mesmo a letra relata um tipo de autobiografia, mostrando que a banda tá de volta e superando as dificuldades e loucuras da vida e com suporte da maturidade. São 5'28'' que cativam quem está afim de ouvir um Thrash com variações.

As demais músicas seguem e eis que vem "Necrosphere", que tem uma pegada nos padrões do já falado álbum 'Check Mate', mas ficou vago o final da música, óbvio que deve ter algum motivo. Seguem com "Birth... Suffering... Death" e "Global Fall" (esta última soa rápida e com um refrão pegajoso e apesar de curta fica no juízo). E falar em curta temos a instrumental "Necrology", muito bem elaborada com inclusão de violão e viagens no solo.

A arte da capa transcreve a volta da banda com uma Fêniz estampada, elaborado por Luciano "Magoo" Trindade, encarte layoutado como livreto. Contando também com a produção de Ciero, o material foi lançado pela Voice Music. Um prato cheio de Thrash Metal.

ASSESSORIA

 

(por Hugo Veikon)

                                               << Voltar ao Site