Banda: MYSTERIIS

Categoria: Black Metal

Ano: 2012

No ano de 2012 houve o retorno da MYSTERIIS e muito embora estejamos em 2013, esse material passou batido. Mas, antes tarde do que nunca, eis que vimos resenhar o material que trouxe de volta essa formidável banda.

O álbum Hellsurrection foi lançado pela a Heavy Metal Rock [site] e mostrou que todo esse tempo que a banda ficou ausente serviu para compor algumas músicas que, em nosso ponto de vista, com o tempo serão classificadas como hinos para o Black Metal nacional.

A faixa que dá nome ao álbum, na verdade, é um funesto instrumental. Logo em seguida vem “Nazarene Shall Fall”, onde os riffs de Mantus e o vocal de Agares são os grandes destaques, que travam uma batalha com um arsenal de ódio, bem como em “Hall Hath No Limits” e a “Temple of Disease”, sendo estas as faixas mais explosivas deste material.

O ritual na faixa “Ave Mysteriis II (The Second Coming)” tem um início bastante interessante com Malphas fazendo trabalhos interessantes em seu caixa de bateria e em outras peças de seu kit seguidos, mais uma vez, por cativantes riffs e solos de guitarras.

“66 Infernal Legions” é arrastada em seu primeiro minuto, criando uma atmosfera tenebrosa, porém, mais adiante, esse clima fica caótico (no melhor sentido da expressão), com cadência que encaixa perfeitamente com o vocal de Agares e com participação de Lord Kaiaphas ( que já foi da Ancient e da Thokk, ambas as bandas que tem um legado na cena do Black Metal mundial). Os teclados também criam um ambiente que nos remete apenas a névoa.

“Torment on the Tomb of Christ”, “Heaven's Monotony” e “Temple of Disease” em alguns instantes nos fazem lembrar a Thy Serpent. Vale também destacar das explorações em “Heaven's Monotony”, inclusive com escalas de música oriental. Já em “Vatican Decays” as marcações do baterista Malphas deram um ritmo doentio a música.

O álbum finaliza com “Profecia (Outro)”, uma faixa de um conteúdo literário muito interessante, que poderia ter um pouco mais de exploração nas partes instrumentais mas a linha de pensamento é realmente filosófico, tanto que em outra parte do encarte eles repetem trechos desse texto.

Neste material as equalizações superam todos os materiais que a MYSTERIIS já lançou anteriormente, e ainda conta com uma arte da capa com um horrendo cristo dilacerado (trabalho elaborado por Marcelo Vasco, aka Mantus, que já criou várias capas de outras bandas como Vader, Unearthly, Soulfly entre outras). Vale salientar que o atual selo (Heavy Metal Rock - site) lançou 400 unidades deste mesmo material em vinil, mas a essa altura deve restar poucas unidades, mas seja ele em CD ou vinil deve conter em seu acevo metal.

- “As chamas de nossa ressurreição queimarão suas palavras sagradas reduzindo ao pó toda hipocrisia que habita o seu tempo”.

(por Hugo Veikon)

                                               << Voltar ao Site