Banda: MUQUETA NA OREIA

Categoria: Crossover

Ano: 2013

Sabe aquele CD que você precisa ouvir umas cinco ou seis vezes para se familiarizar bem com ele e poder opinar com justiça sobre ele? Aconteceu comigo ao pegar esse CD, intitulado Blatta, dos paulistas do Muqueta na Oreia para resenhar!

Inicialmente preciso falar de dois pontos: parte gráfica e produção. A primeira é muito boa, com um encarte que se abre em forma de pôster e mostra nossa esplanada dos ministérios em Brasília caótica e em ruínas, alem de contar com as letras e informações da banda. A segunda é muito boa, com corpo, sem excessos ou sujeira. Talvez o timbre dos instrumentos também tenha ajudado a deixá-la mais legal.

Em relação às músicas, nota-se que o quarteto tem muito talento e faz um som híbrido entre o tradicional e o moderno. O estilo deles também oscila entre o hardcore e o thrash metal, mas não é um crossover propriamente dito. Os títulos das músicas é que, particularmente, não me agradaram. Quem pegar o CD pela primeira vez e se deparar com “Hardware, Software e Tupperware” ou “Primogênito de uma Meretriz” vai pensar que se trata de uma banda engraçadinha como milhões que surgiram entre 1995 e 2000. Mas ao ouvir “Nova Era” e “Excesso e Abundância” as coisas se alinham coerentemente. Os vocais de Ramires e a batera de Henry se destacam ao longo do 'full', com variações interessantes (o time se completa com Bruno Zito na Guitarra e Cris, no baixo e Backing vocal). As mensagens passadas em “Cabeça Vazia” e “Imortal” (que tem uma passagem muito interessante no meio) ficam um pouco vagas e não deixam as faixas tão fortes quanto o instrumental delas. A já citada “Hardware, Software e Tupperware” tem uma letra muito interessante, mas se perde no final. As últimas faixas (“Obsesso”, “Opalão” e “Xamã”) tem estilos mais modernos.

Ainda conta com os bônus da boa “Muqueta News” (que também tem um clip incluso) e de “Melô do Repolho”, que tem um instrumental muito bom, mas uma letra horrível e sem graça.

Como saldo geral, acho que eles acertaram a mão em vários momentos, mas seria importante terem mais foco pois são uma boa banda. Só não entendi o que porra seria “Blatta”. Alguém se arrisca a explicar?

[site oficial] - [assessoria]

(por Léo Quipapá)

                                               << Voltar ao Site