Banda:
Madeness Factory

Estilo:
Thrash Metal

Ano:
2010

Apostando em um thrash metal 80’s tradicional, a banda natural de João Pessoa, MADNESS FACTORY, lança seu 1º EP estando a mesma na luta a 6anos. O EP tem como título o nome da banda “Madness Factory”, o que julgo este trabalho como uma verdadeira “fábrica de loucuras”, não apenas pelo que diz de fato a tradução do próprio nome, mas também pelo que ouvimos nas 9 faixas apresentadas. (Portanto Cuidado!),

Pois as músicas contidas neste material são capazes de enlouquecer qualquer ouvinte amante e fã de bandas renomadas da poderosa “Bay Area ’’ tais como: Testament, Exodus e Metallica.

O EP foi produzido na seguinte formação: Diego Nóbrega (guitarra) - Jorge Algusto (Bateria) e Cleber Campos (Baixo/vocal principal) 

Estando hoje a banda um pouco maior com os fundadores: Diego Nóbrega (guitarra solo/base)-Jorge Augusto (Bateria). E os recentes: Fellipe Alves (Baixo e Backing/Vocal) e Vannucci Oliveira (guitarra /vocal principal).

O quarteto além de incorporar este thrash apresentado em tal trabalho, também possui influências bem notáveis de Metal Extremo, Hard Rock e Punk o que em certos momentos tornam as músicas, ora mais rápidas, ora mais cadenciadas.

O EP é inicialmente composto pela instrumental “The Madness Factory”, rica em solos, possuindo também bases instigadoras o que nos passa uma pequena mostra do que o disco tem a apresentar pela frente.

A vontade que da é de comentar todas as faixas deste trabalho divido tal simplicidade e criatividade no qual foi feito, juntando-se a qualidade por se tratar de um material gravado em SMD (Semi Metalic Disco) munido de muita tecnologia, podendo ser adquirido por um baixo custo o que termina não só agradando nossos ouvidos mas também o nosso bolso.

Aconselho as faixas: “Hangover”, a “Never Trust” com sua vasta e poderosíssima introdução, a “Guides Of Death” conhecida também como “GxOxD ’’ Veloz e bem trabalhada, a “Satanic Western” para quem gosta de solos esta é recheada deles e sem falar também de sua introdução extraída do filme “Django” de 1966 dirigido pelo cineasta Sergio Corbucci tendo a música tudo haver por ser um dos filmes considerados um dos melhores no que se diz Western Spaghetti ou seja filmes da época com trilhas sonoras diferenciadas pela sua agitação e violência.

E não poderia faltar também as faixas “Possessed” e “Damned Children” o que não nos deixa fica um só momento quieto.

Deixo também minha opinião diante da voz do Cleber Campos a gravada no EP e a apresentação ao vivo que tiver a oportunidade de presenciar com o vocal atual Vannucci Oliveira, o vocal do mesmo encaixa-se melhor na proposta da banda sendo bem similar em certos timbres ao vocal do Chuck Billy (Testament).

A proposta da M.F neste trabalho é muito forte, porém que permaneça numa aparência simples e direta. Parabéns pela simplicidade da banda, isto que traz o sucesso!

Myspace: myspace.com.br/madnessfactory

Contato: cleber1984@yahoo.com.br               thyrou_drums@hotmail.com

Entrevista com a banda

(Mirella figueirêdo)