Banda: LORD BAAL

Categoria: Black Metal

Ano: 2015

Com a cópia de número 387 numerada a punho me deparo com mais um material da banda LORD BAAL, de Caruaru/PE. Faz tempo que não ouço um lançamento desta banda. A última vez foi justamente no início deste site, em 2009, onde naquela ocasião resenhamos a demo “Morte ou Maldição”, e em 2015 eis que eles vieram com a demo “Baal Shamem”.

Este material foi votado por mim como um dos melhores de 2015, numa lista com dez trabalhos. Não que esse material tenha a melhor qualidade de gravação que os demais, isso ele não tem, mas eles têm aquela essência negra de muitas escolhas Black Metaller. O vocal sufocante de Lord Baalberith, em primeiro lugar, tem uma forte identidade para o estilo e houve uma evolução na parte criativa da guitarra de Maniac Pazuzu.

Mantiveram a velocidade tanto de bateria quanto de riffs cortantes, mas acrescentaram mais cadência com contra tempos e dedilhados. A faixa de abertura, “Baal Shamem”, traduz perfeitamente isso que falei.

Deixaram de lado algo que soava esquisito, cantar de trás pra frente, e agora tudo soa audível tanto por cantarem na forma padrão, em português e ter uma boa dicção.

“Caos Infernal” tem a antiga velocidade que a banda priorizava, mas agora tem refrão que garante gritos luciferianos, além da ótima cadência no meio da música. Falando emrefrão, a música “Baphometh” é outra que foi bem explorada neste quesito. O refrão foi colocado em cima de uma rufada do batera Emperor Baalzebuth, que nos remeteu a uma guerra.

Há alguns deslizes por questão de em alguns momentos a banda sair do tempo, mas é aí onde relevo tal situação, pois fazer um material totalmente independente, onde os integrantes têm de arcar com gravação, impressão e distribuição... Tudo isso requer mais gasto e tempo, algo que muitas bandas atropelam devido ao investimento.

A formação da banda está quase intacta desde o último material resenhado por nós, só mudaram o baixista, que atualmente é o Agaures, que segura bem o grave e tem lá suas partes a sós, como é a chamada da música “Caos Infernal” e “Canções dos Mortos”, ou nas cadências das outras faixas.

Senti falta da ficha técnica, mais para nos dar algumas informações como ano de gravação, quem gravou o teclado no início da faixa “Canções dos Mortos” e esses detalhes que algumas pessoas gostam de consultar, mas independente disso, este material é uma ótima recomendação aos Black Metallers.

(por Hugo Veikon)

                                               << Voltar ao Site