Bandas: LINHA 38

Categoria: Crosssover

Ano: 2015

Os mineiros do LINHA 38 vem da cidade de Caratinga e até que começam este “Desabafo Atual e Diversão Sempre” com uma certa calma na Intro, mas você já sente que um crossover bem clássico vai tomar conta do ambiente. Então, entram os riffs à lá D.R.I em “Bêbado do Bar” e já vem aquela vontade de pogar. O vocalista Lu Capeta tem uma voz grave e diferente, mas que encaixa bem na proposta dos caras. Em alguns momentos até lembra um pouco a antiga linha vocal do Gangrena Gasosa, em que Chorão 3 urrava. Só achei que o som da guitarra de Dimebag Kim não ficou tão pesado e destacado, mas atende bem as expectativas. Interessante que todas as letras do encarte estampam uma figura. Nesta primeira temos Mussum.

O baixo de Lemmy Júnior inicia “Mente Doente” (figura de Lu Capeta), que é bem cadenciada. Em “Bipolar” (Figura de Sigmund Freud), a bateria de Neto Kolesne tem bons bumbos duplos, mas sem abusar de velocidade, coisa que ele usa bem no refrão de “Ressaca Maldita”, com direito até a uns blast beats.

Aos fetichistas de plantão, “Sexo Virtual” relata as aventuras sexuais modernas, mas sem deixar de lado a figura da abundante Rita Cadillac no encarte. Não fosse o vocal de Lu Capeta, eu diria que essa música não estaria nada deslocada de algum trabalho do Velhas Virgens (cheguei até a imaginar Paulão cantando esta faixa). Outra com andamento diferenciado “Ladrão Tem Que Morrer”, que é meio blues e até acho que o vocal de Lu não combinou bem nesta faixa, ao menos no andamento. O CD fecha com “Metal Motocicleta”, que tem um instrumental meio Pantera, meio Fudge Tunnel, com aquelas pitadas de Black Sabbath, onde tem mais peso que velocidade.

O material, lançado pela Heavy Metal Rock, de Americana/SP, mostra uma banda honesta e com sangue nos olhos.

Cheers!!!

 

(por Léo Quipapá)

                                               << Voltar ao Site