Banda: IN NO SENSE

Categoria: MetalCore

Ano: 2016

O peso e a afinação baixa dão tônica neste álbum dos cearenses do In No Sense, que fazem um metalcore bem modernoso conforme a cartilha do estilo. Apesar de ser o primeiro trabalho dos caras, a produção foi certeira, pois todos os instrumentos estão audíveis e bem equalizados. Jeferson Fontenele (vocal). Matheus Ferreira e Lucas Arruda (guitarras e vozes), Vicente Ferreira (bateria) e Adílson Silva (baixo) formam um time muito coeso e competente.

Uma prova do que foi dito é a faixa-título do cd, "Despertar", que abre o cd. Mas um fato que ouvi nesta faixa e se repete em quase todas as outras me desagrada: a necessidade de um vocal limpo inserido nas faixas! Apesar de ser uma característica do estilo, é um fator que não me agrada muito e acho até que a banda perde muito do peso das faixas. Um exemplo disso é "Cárcere", que tem uma ótima letra, que reflete a violenta realidade das ruas, mas que em meio ao peso, entra o vocal limpo e quebra o clima.

Um dos sons que gostei foi "Ao Seu Alcance", que começa mais calma mas cai na pancadaria. Outra que gostei foi "Haciendo Tu Proprio Camino", cujo título é em espanhol mas a letra não, exceto algumas expressões no refrão. Outro fato que também difere esse som dos demais é que nele não usaram o vocal limpo. Outro destaque é para o final de "Precipício", onde você até pensa estar ouvindo um cd de algum guitarrista virtuoso. Uma das mais rápidas, pesadas e técnicas é "Santimônio".

No geral, é um cd muito bem produzido e os músicos são muito bons, mas a exploração de um estilo que já está saturado e a repetição da fórmula com vocal limpo em quase todas as músicas tira um pouco do brilho do cd, mas os caras têm potencial e explorarem um estilo mais direto serão muito mais assertivos.

Cheers!!!!

(por Léo Quipapá)

                                               << Voltar ao Site