Banda: GREAT FLESH MIND

Categoria: Death Metal

Ano: 2015

Quando certos CDs chegam em nossas mãos, um certo sentimento de orgulho por ainda ver uma galera que faz das tripas coração pelo gênero metal toma conta de mim. Explico o motivo: tudo nesse EP "Disfigurated and Lacerated" dos pernambucanos do GREAT FLESH MIND foi bancado pelo próprio trio (Gilson Goncalves - baixo e vocal; Fabio Farias - guitarra e backing vocal; Mílton Drum - bateria) e vou dizer que a garra desses caras é mais brutal que o som deles.

Dois terços da banda (Mílton e Fábio) também integra o Destiny Old Die, ótima banda doom metal de Jaboatão dos Guararapes, mas aqui eles engrossam o caldo, pisam no acelerador e usam e abusam da violência.

Após uma curta introdução, cujo clima já fica carregado, surge "Next Victim", com sua levada a-la Cannibal Corpse. A coesão dos caras já fica latente ao longo desta faixa, principalmente nas cordas, com o baixo de Gilson muito destacado. Na faixa-título do trabalho, "Disfigurated and Lacerated", há um som de baixo fuderoso, levadas mais core, lembrando um pouco de Suffocation. A faixa seguinte, "Last Adress", começa cadenciada e nota-se até um backing vocal rasgado e discreto de fundo. Mas o desfile de riffes alucinados alucinasos de Fábio geram uma ótima faixa.

"Rot Insane" é uma faixa que lembra muito a fase Angeles Venemous do Krisiun que, particularmente, acho fuderosa. As partes em que as cordas silenciam e a batera de Mílton dita o próximo ritmo ou sola ficou muito bem sacado.

A última faixa do trabalho dá nome à banda. Nesta faixa eu notei uma certa similaridade com o Infested Blood em alguns momentos como também do Cannibal Corpse novamente.

Em temos de produção, o material tem uma boa qualidade e você consegue ouvir bem todos os instrumentos. Os únicos ‘poréns’ eu citaria: a parte gráfica (pois as letras vermelhas em fundo preto fica bem difícil de entender) e a falta das letras num encarte. Mas como os caras bancaram tudo do trabalho, o mesmo saiu de uma forma mais simples, mas não podemos deixar de parabenizar a banda pela coragem empregada.

Facebook [AQUI] - Soundclound [AQUI]

(por Léo Quipapá)

                                               << Voltar ao Site