Banda: FRADE NEGRO

Categoria: Heavy Metal

Ano: 2015

Talvez não tenhamos como negar a conexão que a FRADE NEGRO deixou plugada com o álbum antecessor, pois este ‘The Attack of the Damned’ praticamente mantém o que foi feito no “Black Souls in the Abyss” (2012), até porque as cabeças são as mesmas, embora a produção esteja melhor. O som mantém-se num bom heavy power, porém sem muita inovação. E a arte da capa ficou a cargo de Ed Repka.

As duas primeiras músicas, sinceramente, não foram cativantes porque soam exatamente como o disco anterior e eu esperava algo diferente, mas a terceira faixa, “Hate”, de cara, nos chama atenção pelas bases simples mas firmes, com letras repetitivas que fixam e belos solos pra rechear tanto ódio. A seguinte é “Contested”, que também nos prende pelo riff introdutório e o tema mais uma vez nos leva ao álbum antecessor, mas daqui em diante o álbum melhora.

Todas as músicas têm uma receita padrão: riff introdutórios, passagens bate cabeça, solo e finaliza. Não sei se isso é proposital, mas torna a música um pouco óbvia. Como é o caso da já citada “Contested”. “Satan’s Bride” é mais calma, mas não foge desse quesito e “Waiting for You” é outra mais calma e nitidamente mais power, naquela pegada a la “Watching Over Me”, música dos nortes americanos da Iced Earth.

Neste álbum, eles exploraram mais o uso de passagens calmas, algo que, sem dúvidas, diferencia e cria um elo entre o ouvinte e a banda. Só me pergunto até agora, por que ter escolhido “First D.I.E.” e “Maximum  Destruction” para começar o álbum?

 

(por Hugo Veikon)

                                               << Voltar ao Site