Apontada como uma das maiores revelações do Heavy Power Metal mundial dos últimos anos, os suecos do Sabaton nos concedeu uma entrevista que falou sobre a carreira da banda, o recém lançado álbum "Heroes" e a tão aguardada
tour pelo Brasil. Confiram!

(Perguntas por Ismael Guidson)
(Tradução Hugo Veikon - Léo Quipapa)

English version [Read]
 

Arena Metal- Sabemos que o Sabaton é bastante conhecido mundialmente por suas composições que possuem letras com temáticas históricas, mais precisamente histórias ligadas à guerra ou histórias militares. Como surgiu a ideia de abordar esse tema? Que podemos dizer com toda certeza, foi uma brilhante ideia. Existiu alguma influência de alguma outra banda?

Sabaton (Thobbe): Tudo começou com a música Primo Victoria. Joakim tinha acabado de escrever esta música bombástica que precisava de algumas letras muito legais e poderosas, por isso sentamos e chegamos a pensar em um grande tema. O Dia-D foi um grande evento, e de lá fomos para a história da guerra com a nossa música.

Arena Metal - O primeiro trabalho produzido em estúdio foi o CD promo Fist for Fight, que hoje em dia é uma compilação da banda. Este trabalho ajudou bastante no reconhecimento da banda na Suécia, levando o Sabaton a se apresentar em diversos lugares? Este trabalho teve uma boa aceitação no país por mídias e público?

Sabaton (Thobbe): os metalheads gostaram dele, realmente, mas infelizmente o mesmo não obteve a atenção da mídia, que esperávamos.

Arena Metal - Um fato que chamou minha atenção foi que o grupo demorou 6 anos para lançar o primeiro álbum, “Primo Victoria”. O que levou essa demora? Já que existia uma grande quantidade de pessoas que esperavam por esse lançamento.

Sabaton (Thobbe): Nós fizemos um monte de coisas antes disso, por uma questão de fato Metalizer e Fist For Fight foram uns desses... e nós estávamos trabalhando duro para conseguir um grande álbum, portanto, sabendo que ele levou seis anos, agora olhando no retrovisor, que na verdade não foi tão longo assim, isso é difícil no mundo musical.

Arena Metal - É possível notar que o Sabaton sempre manteve uma formação sólida, sem muitas mudanças no line-up. E nos últimos anos integrou- se à banda os dois guitarristas e o baterista que entrou ainda mais recente. O que levou a essa mudança “radical” em substituir os três integrantes?

Sabaton (Thobbe): Queríamos coisas diferentes na vida. Os antigos membros tinham família e tal, e não estávamos compartilhando as mesmas ambições tanto quanto ao futuro da banda. Nada contra os antigos caras, mas todo mundo está feliz desse jeito, e agora eles têm as suas próprias bandas enquanto a Sabaton segue em turnê, é o que nós amamos fazer.

Arena Metal - E o novo álbum, “Heroes” é marcado pelo primeiro lançamento gravado pelos novos integrantes. Só temos a elogiar, pois foi um excelente disco desde as músicas a arte das capas. Como foi o processo de gravação do disco? Já que o mesmo é totalmente conceitual abordando histórias da 2º Guerra Mundial. Quanto tempo levou para compor?

Sabaton (Thobbe): Joakim estava compondo para o álbum por um longo período enquanto estávamos na estrada. Então, ele tinha muito material a escolher e construir grandes canções. Ele finalmente chegou ao ponto que ele dispensou tantas idéias boas que muitos de nós tinhamos gostado.

"O que ????? Foi pura magia, cara!! Por que não usá-lo?", Mas ele sempre disse que não era bom o suficiente. Então é por isso que o álbum é tão sólido, hoje !! O álbum foi gravado muito rápido, como todo mundo na banda tem uma conduta muito profissional para gravação e tinhamos trabalhado muito em estúdios, assim foi muito eficiente. As guitarras foram feitas em quatro dias, eu acredito. Na verdade, Joakim  trabalhou escrevendo junto comigo para duas músicas, e que raramente, ou nunca, aconteceu com um membro da banda.

Arena Metal - Sobre a turnê, essa será a primeira vez que o Sabaton irá excursionar em várias cidades pelo Brasil, inclusive no Nordeste Brasileiro que é uma região que cada ano vem se tornando rota de grandes bandas do metal mundial e o Sabaton já está fazendo parte de tudo isso. Como está sendo? Estão ansiosos para saber como vai ser a relação com os fãs brasileiros?

Sabaton (Thobbe): Nós realmente amamos ir para o Brasil. Ouvimos muito sobre vocês e seu país, bem como a paixão pela música que vocês têm, cara! Será um grande momento com certeza !!

Arena Metal - E a pergunta que todos nós queremos saber. “Smoking Snakes” será apresentada nos shows pelo Brasil?

Sabaton (Thobbe): Veremos, é claro.

Arena Metal - Além da história dos Três Soldados Brasileiros que lutaram na 2º Guerra Mundial, o que vocês conhecem aqui do Brasil? Existe alguma banda que escutam e poderiam citar?

Sabaton (Thobbe): Sabemos que o Brasil é um país lindo com pessoas apaixonadas que amam a música e, especialmente, metal! Uma grande banda que vem à mente é Sepultura, cujo álbum de estréia, que eu me lembre foi como um murro na cara, quando  chegou aqui às prateleiras no início dos anos noventa.

Arena Metal - Por fim, gostaria de agradecer e deixar em aberto para vocês falarem quais os planos futuros da banda, apesar de ainda estar cedo para falar de outro lançamento. E poderia também mandar um recado pra os fãs que estão aguardando os shows no Brasil.

Sabaton (Thobbe): Estamos esperando ansiosamente para chegar ao Brasil e ter ótimos momentos ai! Ouvimos muito sobre vocês e que são uma multidão louca pelo metal,  por isso, não vemos a hora de conhecer vocês!!! Para todos os nossos fãs: Vejo vocês em breve !!! Se cuidem!

[site]

(Perguntas por Ismael Guidson)
(Tradução Hugo Veikon - Léo Quipapa)

<< Voltar ao Site