Banda formada em meados de 2009, visando trabalhar em cima de um Hard/Heavy criativo, original e profissional. Eis que assim surgiu a Banda Recifense Kriver, umas das poucas bandas promissoras no estilo Hard Rock neste estado Pernambucano. Com o lançamento do mais novo trabalho oficial intitulado de “Toxic Blood” e a conquista de um importante selo da “Hellion Records”, chamam a atenção de todos por onde passam atraindo não os ouvidos dos amantes do bom e velho hard rock, mas também atraem um publico diferente considerados de outros estilos. E é com grande satisfação que nos da “Arena Metal”, fomos bater um papo com a banda para saber das novidades.

Arena Metal: Muito obrigada família Kriver, pela oportunidade de nos ceder ás palavras que há de vir. Primeiramente gostaria de saber referente o lançamento do EP “Toxic Blood”, para a banda com certeza foi mais uma conquista, mas e para o público, como vem sendo a aceitação do mesmo para com o material?
Kriver: Nós é que agradecemos a oportunidade por esta entrevista, esperamos que os leitores possam conhecer um pouco mais sobre nós. Foi com o lançamento do Toxic Blood, em Julho de 2010 que a banda de fato se lançou na cena. Desde o lançamento do EP pelo nosso MySpace, temos obtido ótimas críticas tanto no Brasil quanto no exterior, chegam diáriamente vários e-mails de vários lugares elogiando e perguntando sobre novos lançamentos, principalmente da França, Alemanha e Russia.

Fora isso, obtivemos ótimos reviews, inclusive por canais conceituados como o site Whiplash.net, e a revista Roadie Crew, alem de termos sido selecionados como banda de abertura pro show do Hangar e pro W:O:A Metal Battle, podemos citar também convites para shows no Brasil, que ainda irão se concretizar e os de Mossoró e João Pessoa, que  já nos receberam calorosamente.

Arena Metal: Sabemos que em Recife a situação é bem precária, digo isso em nome de todas as bandas de talento que passam pela realidade de se manterem atuantes por aqui, sabendo-se que já foi bem melhor antes. Hoje temos a nossa salvação, seria a nossa casa nos finais de semana o “Bomber Rock Bar” o que ainda é pouco, porém um bom re-começo, uma casa que vem ajudando bastante as bandas a desenvolverem e divulgarem seu trabalho. Já presenciei algumas apresentações de vocês por lá e fiquei bem satisfeita com o que vi! Porém para vocês, a falta de locais, casas, pubs voltados para o metal em geral aqui em Recife tem prejudicado a expansão do trabalho desenvolvido pela banda?
Kriver: Recife recentemente passou por um periodo difícil no que diz respeito a bons locais onde as bandas novas de rock/metal possam se apresentar, o que enfraqueceu muito a cena local. Com o advento do Bomber Rock Bar, tanto as novas bandas quanto bandas de renome na cena underground agora têm um local onde podem tocar suas músicas, e um público muito bom, porém, ainda é um recomeço, o publico ainda tá se acostumando. Para uma banda que almeja sucesso, é importante não concentrar suas apresentações em um único lugar, então a falta de mais locais em Recife ainda é uma carência a ser suprida.

Arena Metal: Apesar do pouco tempo de estrada a Kriver já possui grandes conquistas, sendo elas a aceitação do público, os elogios da imprensa e meios de comunicações voltadas para o estilo e assim sucessivamente. Portanto falem um pouco referente a parceria feita coma “Hellion Record”, o que esta parceria tem trazido de bom?
Kriver: A parceria com a Hellion Records surgiu no início de 2011. Eles são responsáveis pela distribuição do EP na Europa e com isso temos conseguido alcançar um público onde nossa divulgação via internet não foi suficiente. A experiência tem sido ótima para a banda pois cada dia nos chega uma notícia nova onde nosso disco foi ouvido ou comprado, alem de algums convites para possíveis apresentações. O fato de um selo como a Hellion ter se interessado em nosso trabalho é muito positivo pois sabemos que eles tem bastante rigor ao selecionarem as bandas com quem vão trabalhar, inclusive por se tratar de um EP que foi lançado gratuitamente meses antes da parceria. Para nós é mais uma forma de reconhecimento do nosso trabalho e uma honra fazermos parte desse time.

Arena Metal: Possuo uma vasta coleção da Roadie Crew e em uma de suas edições deparei-me com um pequeno release da Kriver seguida de elogios, o que tais elogios de uma revista já bem considerada no meio metal siguinifica para vocês?
Kriver: Foi uma supresa para nós, pois não esperávamos por isso, ficamos sabemos por amigos que vieram nos avisar sobre o review. Ficamos muito felizes em saber que uma revista como a Roadie Crew tenha publicado esse review pois alem de ser um ótimo meio de divulgação para a banda, foi mais uma constatação de que nosso trabalho foi reconhecido. Temos percebido também que a cena do nosso estado tem chamado atenção da revista, no ano passado várias bandas como Terra Prima, Cangaço, Caravellus, Pandemmy, entre outros passaram pela publicação e isso nos gratifica muito pois significa que estamos inseridos numa cena com ótimas bandas de diversos estilos.

Arena Metal: A mais nova noticia que tenho, fica diante a escolha da Kriver para participação no “W.O.A” a já conhecida “Seletivas do Wacken Regional”, sabendo-se que a banda vencedora da competição regional, concorre pra final com as vencedoras de cada estado, esta competição todo banger que se preze sabe que é de grande e extrema importância para a carreira de uma banda, esta conquista faz com que a banda tenha sua apresentação confirmada em um dos maiores eventos de metal do mudo, por tanto Quais são os planos da Kriver para o dia?O que pretende fazer para serem a vencedora e saírem como campeãs da competição?
Kriver: Faremos o que fazemos sempre, ensaiar muito, darmos o melhor de si para tentar fazer sempre um bom show onde todos curtam. Esperamos contar com o apoio do pessoal que sempre vai aos nossos shows e também corresponder às espectativas dos jurados.

Arena Metal: Vocês antes de formar a Kriver, se juntavam para tirar covers de suas bandas preferida. Hoje a banda possui grandes influencias tais como: Whitesnake, Mr.Big, Iron Maiden entre outras. Porém o que levou a formação atual a se juntar e tomar a decisão de que seria melhor deixar os covers de lado e partir para uma carreira própria e assim criarem o Kriver?

Kriver: Na verdade não foi bem assim, tinhamos uma banda que tocavamos covers de diversos estilos para tocar na noite, tinhamos um empresário e etc... Mas como músicos e amantes do rock e metal, sentiamos a nescessidade de criar nosso proprio som, construir uma carreira, pois o que almejávamos nunca iamos conseguir tocando em bandas cover, de qualquer estilo que fosse.

Arena Metal: Esta pergunta pode soar meia que “Sem noção”, mas tenho de fazê-la. Porque um Hard/Heavy?Os músicos que formam a Kriver possuem fortes influências do estilo?Contem-nos um pouco do conceito a ser tomado para definir o estilo de som a ser seguido pela banda.
Kriver: Essa é uma pergunta interessante pois não tem nenhum integrante que escute o estilo propriamente dito "hard n' heavy" (risos). Costumamos descrever nosso estilo como hard/heavy pois temos integrantes que tem um estilo mais influenciado pelo heavy, e outros mais influenciados pelo hard, apesar de que todos integrantes ouvem basicamente de tudo, seja rock, mpb, pop, clássico, eletronico, progressivo, isso com certeza abre um leque de possibilidades para a banda. É interessante constatar que o Toxic Blood tem uma pegada muito mais inclinada pro hard rock, como era na época do Sweet Shot, mas se você for a um show nosso hoje em dia, vai perceber que nosso som adquiriu novos elementos e tem se tornado mais pesado e agressivo, mas sem perder a caracteristica da banda. A concepção do nosso estilo ficará mais evidente com o nosso primeiro CD full-lenght, que está por vir ainda esse ano.

Arena Metal: Como foi feita a escolha dos integrantes? Teria partido possivelmente de um grupo de amigos?
Kriver: Todos somos amigos de longa data e bandas antigas, mas só com esse objetivo em comum que conseguimos finalmente nos unir e tocarmos o que gostamos.

Arena Metal: Referente as letras e temas abordadas nas canções da “Kriver”, pude perceber que gira em tono do romantismo e coisas do tipo. Tem mais alguma temática que é colocada em pratica?
Kriver: As letras em sua maioria falam sobre experiências vividas por nós, ou até sobre pessoas próximas, mas não seria nescessáriamente algo romântico. É complicado falar sobre a letra de uma música devido a suas diferentes interpretações, temos letras que falam sobre amor, outras sobre morte, outras fazem alguma crítica, outras são celebrações.

Das músicas que figuram o Toxic Blood temos por exemplo as faixas Sorrow, que é a história de um sujeito que não consegue realizar seus sonhos devido a sua personalidade e What is That?, que é uma homenagem ao rock 'n' roll, mas basicamente não há uma restrição nem um tema específico para abordarmos nas letras.

 

Arena Metal: A bela arte produzida diante a capa do material, ou seja, “Uma Bolsa Que Contém Sangue Tóxico” tem tudo haver também com a faixa titulo “Toxic Blood”. Mas o que realmente isto significa? Porque o sangue estaria contaminado?Teria alguma resposta para isto?
Kriver: O conceito do Toxic Blood é de uma pessoa "contaminada", seja espiritualmente, emocionalmente, mentalmente ou fisicamente. O tema retrata uma pessoa perdida que em busca de uma vida liberta e sem limites, fez escolhas que arruinaram sua vida, mas apesar de tudo as pessoas seguem seu exemplo. O EP se baseia nisso, e desse pilar se estendem todas ramificações temáticas do EP.

Para o sangue tóxico, pode se adotar tanto a interpretação no sentido metafórico quanto literal. O engraçado é que quando contactamos o Carlos Fides, responsável pela arte do CD, nós tinhamos esse conceito já formado e ele teve exatamente a mesma idéia que nós, só não esperávamos que ficaria tão bom.

Arena Metal: Família Kriver, mais uma vez muito obrigada pelas palavras cedidas! Deixo este espaço para que vocês expressem o que acharem necessário, criticas, elogios e divulgação do trabalho de vocês são sempre bem vindos neste momento, Mas uma vez muito obrigada e parabéns a banda! O espaço é de vocês!

Kriver: Primeiramente gostariamos de agradecer ao Arena Metal PE por essa oportunidade e por todo apoio que tem nos dado, cobrindo os eventos que tocamos e fazendo reviews. Gostariamos de agradecer também ao pessoal que vem nos apoiando, seja indo aos shows, seja curtindo a música no MySpace, seja divulgando nossa música pros amigos, o que for, muito obrigado. Um abraço aos produtores de shows que abriram as portas para nós, sem isso não teriamos chegado a lugar nenhum. Por fim, gostariamos de dizer que em 2011 muitas coisas ainda vão rolar pro Kriver, dentro em breve lançaremos um novo registro. Continuem nos seguindo no twitter, curtam no facebook, entrem na comunidade para ficarem por dentro dos acontecimentos! Um grande abraço a todos.

Myspace: http://www.myspace.com/kriverofficial

(Por Mirella Figueiredo)

<< Voltar ao Site