INFESTED BLOOD, A banda mais extrema de Pernambuco cede entrevista ao site Arena Metal e fala um pouco sobre o novo lançamento da banda, Demonweb Pits, mais um  Full-Length da banda. O Trio Diego (guitarra/vocal) - Beto (bateria) - Carlos Eduardo (baixo), promete ter um show de lançamento na capital pernambucana e ainda voltar a destruir o velho continente.

(Por Hugo Veikon)

Arena Metal - Primeiramente, vou parabenizar a banda pela atuação no Forcaos, oportunamente pergunto como foi a reação do público e como foi representar a brutalidade de Pernambuco, lá no Ceará?
INFESTED BLOOD (Diego responde): Foi excelente tocar no Ceará, a reação do público foi ótima, tinha muita gente lá que veio de longe pra sacar o Infested Blood. Nós já havíamos tocado lá algumas vezes e é sempre bom representar Pernambuco onde quer que agente toque!

Arena Metal - E vamos para o lançamento, já vimos as notícias de um novo material. Informe aos nossos leitores e fãs da banda quantas músicas teremos neste material, que já tem nome (The Demonweb Pits) e pra quando está previsto este lançamento, porque seria pra este ano (2012) e estamos todos ansiosos?
INFESTED BLOOD: Serão 10 músicas à parte de introduções. Quanto ao lançamento, estamos na fase de finalização do CD e a previsão é de que até o final desse ano estaremos com o álbum nas mãos.

Arena Metal - E este material será com alguma gravadora gringa ou vamos voltar aos lançamentos nacional?
INFESTED BLOOD: Nós vamos lançar pela mesma gravadora russa Gormageddoon Produtions que é uma subsidiada da Stygian Crypt. Mas a novidade é que estamos fechando um acordo de lançamento com uma gravadora daqui do Brasil também, pois além de a Rússia ser muito longe e os CDs demorarem muito pra chegar aqui, tem o fato de ser muito mais fácil de divulgar o CD aqui no Brasil. Já que a Stygian Crypt  distribui para toda Europa, Ásia e Estados Unidos.

 

Arena Metal - Senti no áudio promo, que a equalização está mais clean, assim a gente consegue ouvir com mais definição os riffs e lapadas na batera. Essa foi a ideia? Sem falar que pra mim está soando como o melhor disco da Infested, pelo o que já ouvi até agora.
INFESTED BLOOD: Bom , realmente a ideia é essa mesmo, mas eu acho que isso seja uma evolução natural das coisas, não só quanto a equalização da gravação, mas também e principalmente quanto as composições, que estão bem diferentes dos álbuns anteriores. É uma questão de inovação do som mas sem perder a brutalidade, que é o que agente gosta de fazer mesmo.

Arena Metal - Quanto as partes gráficas, quem será o artista, segundo o vídeo promo eu li Jon Zig, quem é este artista, pode nos adiantar ou nos mostrar uma parte dessa arte?
INFESTED BLOOD: A arte será novamente pelas mãos do mestre Jon Zig, pois somos fans do trabalho dele desde que ele fazia as capas do Deeds of Flesh, Disgorge (us) entre outros. Realmente é uma honra poder contar com ele pra fazer mais uma arte brutal. Outra boa referencia de seu trabalho é a arte do último disco do Suffocation, o Blood Oath.

Arena Metal - Uma pergunta que eu gostaria de fazer há um bom tempo. Na demo Brutality in Extrems (2000) havia uma faixa em português (Psicologia de um Vencido "poema de augusto dos anjos") embora esta tenha saído no Interplanar Decimation 2009 , por que não fizeram outra música em português ao longo da carreira?
INFESTED BLOOD: Pra falar a verdade, não tem um motivo específico, além do fato de nós simplesmente não termos pensado nisso desde 2000 a 2012, mas já que você mencionou isso podemos sim pensar em fazer mais uma música no nosso idioma num futuro próximo se houver um depois desse ano. hehehe!

Arena Metal - Visto que a banda já fez uma tour pela Europa, há alguma possibilidade de volta par ao lançamento do The Demonweb Pits?

INFESTED BLOOD: Sim temos planos de voltar ao velho continente, mas provavelmente em 2014, pra 2013 temos planos de fazer uns show aqui no Brasil no primeiro semestre talvez começando ainda em dezembro desse ano, e no segundo semestre uma tour pelos Estados Unidos. Ainda estamos aguardando o lançamento do disco para podermos começar a marcar as datas.

Arena Metal - Por que a INFESTED BLOOD faz tão pouco shows em Pernambuco?
INFESTED BLOOD: Depende da época, nesse ano de 2012 não tocamos nenhum show, exceto o festival Forcaos, que não podíamos deixar de participar. Porque estávamos focados na produção deste novo disco. Composição, ensaios, e agora gravação e lançamento. Então nós preferimos não fazer shows para não ter que parar os ensaios das novas músicas para ensaiar músicas antigas para shows, já que não poderíamos tocar as músicas novas antes do lançamento do novo disco. Sem contar que, apos 12 anos de estrada, uma banda não pode ficar tocando mês sim mês não em uma mesma cidade. A taxa ideal de shows em uma mesma cidade seria 1 vez por semestre ou 1 vez por ano. Mas podem ter certeza de que no próximo show do Infested Blood você terão muitas surpresas! Muitas mesmo!

Uma pergunta da banda DEFORMED SLUD para INFESTED BLOOD

-> >> Alguma previsão de shows do Infested Blood no sul ou centro/oeste do país?
INFESTED BLOOD: Infernal Hails Deformed Slut!!! Assim que finalizar a produção do novo CD vamos entrar no booking dos shows, pretendemos sim sair do Nordeste com esse novo lançamento, pode ser que seja no fim deste ano ou no primeiro semestre do próximo!

Arena Metal - Bem, vou deixar esse espaço pra vocês comentarem sobre a carência de espaço que Recife vem enfrentando desde o final de nosso Bar Bomber.
INFESTED BLOOD: Bem, não acho que o Recife esta carente de espaço por causa do fechamento do Bomber. Pois nunca teve uma casa dedicada ao Metal feito o Bomber antes e a cena de Recife sempre foi ativa. Com inúmeros casarões abandonados por ai e outras casas também mais estruturadas como o teatro Mauricio de Nassau, Downtown Pub, burburinho entre outras. O que aconteceu foi que o Bomber ofereceu uma boa estrutura de graça! E isso deixou os produtores de show underground local mal acostumados a não querer pagar aluguel de casa. Visando o máximo de lucro possível ficam argumentando que não tem local pra fazer show, porque os locais que existem cobram aluguel. Quem deu uma grande força na cena sem nunca ter reclamado disso foi o João da Blackout. Sempre fez shows fodas em DIVERSOS lugares diferentes nessa cidade. Quando menos se esperava vinha ele com um show num lugar diferente, tipo o Estação Pirata, e outros casarões pelo recife antigo. Agora a moda é casarão das artes, porque o aluguel é uma mixaria. Mas, temos admirar e bater palmas para todos os produtores atuais que tem a atitude de fazer shows com frequência como o Léo, George, Chris e Alcides. Eles são a nova força do underground Recifense! Mas não podemos cair nessa onda de que, “ha o Bomber fechou, não existe mais lugar pra fazer show”, que existe, existe. A cena sempre existiu antes do Bomber, e vai continuar sem ele! Aproveitando esta deixa para falar que, quem faz o Underground não é somente os produtores, mas principalmente o público! Temos que comparecer aos eventos, comprar ingresso antecipado, para ajudar os produtores e incentivar a continuação do trabalho deles. Se você ver, na comunidade Metal-PE no facebook, temos 640 membros. Nem digo a do orkut que tem milhares de pessoas e algumas que nem metal devem ouvir. Mas se ao menos metade da comunidade fosse aos shows, imagina 300 pagantes em cada show underground?

Pra começar que nem ia caber no casarão das artes! 300 pagantes só da em show internacional porra! Então é isso ai. Tirem suas bundas sujas da frente do PC e VÃO PARA OS SHOWS! A CENA DEPENDE DO PÚBLICO PRA CRESCER! Grande abraço pra galera do Arena Metal que vem dando uma grande força a cena sem visar lucro ou porra nenhuma, simplesmente pelo amor ao Metal! Hail! \,,/ Infested Blood estará de volta em breve! \,,/

myspace

<< Voltar ao Site