(Entrevista por Hugo Veikon)

Arena Metal - Vocês lançaram recentemente um álbum intitulado "Filhos do Caos", mas o que este lançamento já rendeu?
Salve, salve, galera!! A participação da EROC em um evento grande, como foi o Dia da Música – VIVO, e neste a escolha como uma das bandas favoritas do conselho curador do evento, foi uma consequência direta do bom reconhecimento que o “Filhos do Caos” vem tendo até o momento. Rendeu também o convite para tocarmos em um evento que vem se consolidando na cena Rock/Metal de Recife, que é a República do Rock Recife Show, no dia 16/07. A mídia especializada também vem reagindo bem ao nosso disco, tecendo críticas positivas nas resenhas que saíram até agora. A receptividade com o CD tem sido muito boa, sejam elas as mídias, os produtores e o público em geral.

Arena Metal - Surpreendeu a expectativa?
Total! A gente trabalhou muito pra que o álbum ficasse legal. Pensamos em cada riff, em cada detalhe, e acho que criamos uma identidade no nosso som. Foram muitos testes nas músicas, quase um ano de gravações e a contribuição especial de Lauro Alcântara (LA Studio, onde captamos, mixamos e masterizamos o CD) foi fundamental, pois o cara moldou tudo do jeito que nós desejávamos. Por conta disso tudo, cada palavra elogiosa é uma vitória. Ainda falta distribuir melhor o disco, fazendo-o chegar a mais veículos, o que esperamos fazer nas próximas semanas. Se mantivermos o que tem chegado até agora, vai ser ótimo.

Arena Metal - Além do peso que vocês transmitem na música, qual a mensagem que vocês passam?
De indignação. Nosso povo perdeu um pouco a capacidade de se indignar, ou então se indigna de forma seletiva. Tá tudo uma merda, o Caos tá instalado e nada se faz pra melhorar. Os donos do poder de verdade sabem disso e controlam a nossa sociedade na cara de pau, sem que haja uma reação proporcional à safadeza deles. Não temos porque nos conformar com uma situação tão deplorável como a que estamos vivendo, então vamos continuar reclamando. Como nossas letras são em português e com certa nitidez, a gente vai berrar nosso protesto.

Arena Metal - Vocês tocaram num grande evento (NR: Festival Dia da Música - VIVO). Como foi fazer parte desse festival?
Pra nós foi uma realização, cara. Faltava essa apresentação maior no nosso portfólio, por tratar-se de um evento de abrangência nacional. E além da estrutura excelente que o palco da União Fest nos ofereceu para que realizássemos o show, a repercussão foi a melhor possível. Já saíram as fotos da nossa apresentação e em breve deve sair um vídeo. Isso deve ser um fator importante a nosso favor quando tentarmos nos apresentar em outros eventos do tipo.

Arena Metal - Vocês têm um som pesado, mas particularmente não acho o som nervoso, aquele típico de abrir roda. Acho que a pegada de vocês é algo mais denso , pra bater cabeça... A proposta é realmente essa ou vocês pretendem explorar mais o campo de outros segmentos do Metal/HC/Punk?
Hum... não foi algo proposital. No momento das composições a gente se preocupou em deixar o som fluir, em aproveitar o que cada um dos quatro poderia acrescentar às músicas, e as batidas foram soando naturalmente. Como a gente está satisfeito com a pegada que colocamos nesse trabalho, e a receptividade tem sido muito boa, pretendemos mantê-la. Internamente, identificamos que podemos explorar mais o lado thrash da nossa sonoridade e assim ver a galera se matando no pogo. É o que vai acabar acontecendo nas próximas composições, sem que isso faça perder a identidade da EROC construída no “Filhos do Caos”.

Arena Metal - Antes de lançar o CD vocês pouco tocavam, mas acham que as portas estão se abrindo mais após o lançamento?Vocês vêem também dessa forma? Tá fácil se inserir nas Gigs?
É sempre bom falar sobre isso: a EROC tem um problema visceral com horário. As folgas no trabalho dificilmente coincidem. Daí que, ou é algo em que a gente pode se programar com antecedência ou não rola, e é mais por conta disso que não fizemos mais apresentações. Nesse contexto, paramos pra finalizar o CD, que saiu no final de março, e só voltamos a tocar em maio. Com a divulgação do álbum, constatamos que a curiosidade em nos ver executar as músicas do CD aumentou bastante. Percebemos também que a gente ainda precisa tocar mais para que mais pessoas possam conhecer nosso som. Os convites aumentaram depois do álbum, no entanto, tem muita banda boa e muita gente querendo e precisando tocar. Vamos continuar trabalhando para conquista nosso espaço.

Arena Metal - E o público vem respondendo?
Público é uma questão chave pra toda a cena rock/metal de Recife. A EROC meio que entrou numa fase de estudo pra saber como a gente pode ajudar a tirar as pessoas de casa e prestigiarem o nosso show. Achamos que trazer público aos eventos não pode ser uma tarefa só dos produtores, e a gente vai tentar entender melhor essa dinâmica público-banda-evento, respeitando os espaços de atuação de cada fator envolvido.

Arena Metal - Vocês podem citar algumas bandas como referência para EROC e essas influências podem virar cover nos set list dos eventos de vocês?
Slayer, Exodus, Sepultura, Cannibal Corpse, Suffocation, The Black Dahlia Murder, Decapitated, Krisiun, Cut Up... Como as nossas influências são variadas, fica difícil até pra escolher uma música pra tirar um cover... A gente já fez cover no passado, do Ratos de Porão (Igreja Universal) e do Asesino (Dezpedazando Muertos). Não sabemos se agora é o momento de fazer um cover... Se rolar um cover, vai ser de alguma dessas bandas citadas, com certeza.

Arena Metal - Pra finalizar, qual o próximo passo da banda?
Tocar! E tocar de novo! Levar o som para o máximo de lugares e de pessoas que consigamos. Só que tocar requer um monte de trabalho de bastidor que precisa ser feito: distribuição de material, conversa com produtores, produção da apresentação em si, etc. Além disso, a banda continua compondo, já tem muita coisa rascunhada, e quem sabe ano que vem a gente solta algo novo???

A EROC agradece o espaço para podermos falar um pouco da repercussão do nosso CD nesse veículo foda de comunicação. Valeu, galera! Vida longa ao Arena Metal!!

 

por Hugo Veikon

<< Voltar ao Site