"Tivemos o prazer te fazer algumas perguntas a banda CANGAÇO, ganhadora do W:O:A 2010 – Recife / Brasil, nessa troca de palavras os caras nos dizem o motivo do nome da banda, o que esperavam com do lançamento do Demo CD e qual a proposta futura da banda."

Arena Metal – Primeiro agradeço a oportunidade de entrevistá-los. Logo, gostaria de saber o motivo do nome da banda – CANGAÇO – Pois sei que a banda tem 2 membros da Vectrus, por que não continuaram com este antigo nome?
CANGAÇO - Magno e Rafael já tocavam juntos a bastante tempo e o nome Vectrus representava uma fase musical que já não existia mais, a banda já tinha alterado tanto sua proposta e membros que já não nos identificávamos com o nome. Aliada a isso surgiu a necessidade de um nome que representasse a busca por uma identidade própria no som e algo que expressasse todo o sentimento refletindo a cena do Metal nordestino de forma ousada. Não demorou para surgir a temática do Cangaço com todas as imagens que atravessam o tempo. O rígido código de conduta, o limite tênue pelos papéis de mocinho e bandido e a rebeldia característica contra todos os poderes que tem suas raízes na mentira nos inspiraram bastante até por conter muitas coisas em comum com a cultura headbanger.

Arena Metal – Ano passado (2009) vocês lançaram um demo que os levaram a grandes palcos. Era o esperado ou foi além?
CANGAÇO - De forma alguma esperávamos os resultados conquistados, a gravação da primeira demo teve como objetivo apenas registrar as músicas que já existiam a  bastante tempo e mostrar para alguns amigos. Assim, baseados na opinião geral, melhorar nosso trabalho, algo como uma pesquisa de mercado. Ficamos muito felizes em conseguir entrar nos festivais e concursos que participamos, o que nos deu confiança para investir no que realmente acreditávamos, um som ousado, pesado e que representasse a cena do Metal pernambucano.

Arena Metal- Sim, como foi isso a sensação de participar e ganhar na seletiva do W:O:A Recife e Brasil? Sim e meus parabéns pela vitória (justíssima).

CANGAÇO - Muito agradecidos pelo apoio. Foi uma experiência sem preço. A seletiva de Recife já foi incrível, com bandas extremamente competentes (Project 666, Inner Demons Rise, Still Living e Firetomb) dando o melhor de si, realizando um dos melhores shows que já vi na cidade. Em São Paulo, a troca de informações com bandas de todos os cantos do Brasil mudou nossa visão do Metal nacional, aprendemos muito com todos os artistas e suas informações sobre a cena local de cada lugar. O show da final ainda contou com a comoção geral causada pelo falecimento do vocalista Ronnie James Dio na manhã do dia 16/05, transformando o show quase num culto ao saudoso mestre. As bandas da final (Khrophus-SC, Tierra Mystica-RS, Warfx-RJ, Warbiff-CE e Survive-AC) transformaram a noite no melhor show de bandas nacionais que já tivemos a oportunidade de presenciar.

Arena Metal – E a banda está preparada para viver de música? Ou seja, largar tudo aqui, competir e arriscar mesmo?
CANGAÇO - Sem dúvida alguma, todos os dias trabalhamos para isso e viver daquilo que amamos seria nosso maior prêmio.

Arena Metal – É, tive o prazer de resenhar o debut demo da banda, e em meu simples conhecimento musical notei que a banda explora bem o campo musical, vocês são autodidatas ou realmente estudantes de música?
CANGAÇO - Gostamos muito de música em geral. Escolhemos o Metal pelo fato de nos identificarmos mais, porém, escutamos de tudo. Estudamos música pelo fato de facilitar nosso trabalho afim de apresentar composições que satisfaçam nossos ouvintes e lhes correspondam à altura que merecem. Hoje em dia, com o Youtube, não existem mais autodidatas.

Arena Metal – Na debut eu apontaria como falha: a falta de um pouco mais de peso. faça uma autocrítica, o que vocês corrigiriam naquele demo?
CANGAÇO - Diversos aspectos. Como foi nossa primeira demo e inteiramente gravada em casa, também nos serviu de grande aprendizado na busca dos timbres característicos de cada instrumento. A limitação dos equipamentos nos levou a diversos impasses sobre qual caminho seguir, optamos por um som o mais definido e entendível possível. Não ficamos satisfeitos com a gravação dos vocais mas, como dito antes, o propósito inicial era o registro das músicas. Na próxima demo, certamente corrigiremos todas as falhas encontradas na primeira e ainda tentaremos melhorar o máximo possível em todos os aspectos.

Arena Metal – Agora é andar pra frente. Como anda o processo de composição e pretendem regravar alguma das faixas da Debut?
CANGAÇO - No momento estamos finalizando uma nova demo, que conterá, ao contrário da primeira, músicas da atual fase da banda. Planejamos regravar as músicas das duas demos no futuro, em um possível álbum.

Arena Metal – O material vindouro trabalhará tema instrumental voltado mais ao metal ou a estilos regionais nosso?
CANGAÇO - Nosso objetivo é compor Metal. Como temos ciência de que atualmente é o estilo musical mais versátil e adaptável, procuramos criar algo diferente do que já foi visto no mundo. A forma mais viável seria misturar com seqüências e fórmulas harmônicas características da música nordestina, algo ainda pouco explorado pelas bandas nacionais, que normalmente tem mais influência rítmica. Buscamos fazer músicas que agradem headbangers de todo o mundo, e que todos saibam de onde vêm as influências diferentes.

Arena Metal – Ouvimos diversas influências musicais nos instrumentais da banda Cangaço, mas na parte lírica o que influencia a banda?
CANGAÇO - As letras das músicas baseiam-se em sentimentos e pensamentos comuns nas pessoas que curtem Metal. São reflexões transformadas em poesia que visam uma comunicação com os ouvintes e suas reflexões particulares. Para isso utilizamos os trabalhos de William Blake, Eliphas Lévi, Dion Fortune, Nietzsche dentre outros grandes pensadores como inspiração. Defendemos a evolução da consciência humana em todos os aspectos.

Arena Metal – Por fim agradeço e a nossa ultima questão. Como a banda tem encarado o preconceito de algumas pessoas quanto a essa diversidade musical incorporada nas canções da Cangaço?
CANGAÇO - Sinceramente se há esse dito preconceito ninguém nunca nos chegou para perguntar e discutir sobre, até agora todos que vieram para comentar essa diversidade musical sempre se mostraram favoráveis e apoiaram o trabalho. Sobre o nome, muitas pessoas estranharam e não concordaram de início, isso já esperávamos, buscávamos algo ousado até mesmo para os padrões do Metal. Imaginávamos os gringos sem saber que raio de nome era esse, buscando no google do que se tratava e conhecendo todo o folclore do Cangaço. Para os fãs nacionais, não conseguimos uma melhor forma de traduzir toda a nossa força e persistência tão características. Precisamos valorizar de alguma forma quem somos e de onde viemos. Algo parecido com o que foi a explosão do Metal europeu, que incorporou diversos elementos de sua música popular ao som pesado criando toda uma gama de estilos musicais dentro do Metal. Se não criarmos algo nosso, nada teremos. Muito obrigado pelo espaço cedido e por apoiar o Metal nacional.

+ informações da banda AQUI

(por Hugo Veikon