A BLOODY VIOLENCE lançou seu EP com três músicas apenas três meses após a formação da banda. Incrivelmente, o material vem com músicas muito bem trabalhadas numa linha de Death Metal recheado de notas e velocidade. Conversamos com o guitarrista Igor, que falou sobre este material e novidades acerca da banda.

Arena Metal: O Estado do Rio Grande do Sul revela muitas bandas extrema, mas a Bloody Violence além de extrema é virtuosa. Qual o motivo de pender pra este lado?
IGOR DORNELLES: Primeiramente, muito obrigado por abrir espaço a Bloody Violence. Sempre quis tocar o máximo que posso e me desafiar em cada música. Assim, minhas composições surgiram de modo natural, sem me preocupar com a ideia de que tinha que ser virtuose. E, com esse line-up, o processo todo fluiu assim mesmo. A banda toda se dedica ao máximo nos seus instrumentos e no processo de criação.

Arena Metal: Apesar do EP ser bem trabalhado, musicalmente falando, sinto um pouco a falta de peso. Vocês observaram isso também ou é um equívoco meu?
IGOR: A falta de peso se origina devido as bases de guitarra, onde nem sempre está nas notas graves, utilizando de riffs usuais. Utilizamos riffs de guitarras que, as vezes, se parecem com solos, priorizando a quantidade de notas nessas passagens de cada música. A bateria e baixo, assim como a voz, colocam muito peso nos sons e isso vocês poderão conferir no nosso full lenght!

Arena Metal: A banda tem momentos que beiram ao extraordinário em essência musical. Quais são suas inspirações?
IGOR:  Obrigado pelos elogios!!! As inspirações da banda são Psyopus, Viraemia, Rings of Saturn e muitas outras bandas extraordinárias do Death Metal mundial. Além disso, nos inspiramos muito no caos do mundo, mortes, guerras, loucuras e tantas merdas que ocorrem por aí.


Arena Metal: Por que fazer um material tão profissional, porém tão curto, como foi o caso do Obliterate?
IGOR:  Sempre priorizamos a qualidade do nosso material, seja ele físico ou apenas virtual (fotos, clipe e notícias). O material é curto por ser um EP e logo que começamos a banda já sentimos vontade de lançar algo, dar nosso cartão de visitas. Esse material foi gravado com três meses de banda. Logo que o finalizamos, já tínhamos músicas novas e em maio de 2014 entramos em estúdio novamente para gravar nosso full- lenght, que estará nas lojas em 2015.

Arena Metal: Putz! Três meses de banda e toda aquela criatividade? Uma hora de setlist? Então quer dizer: vocês têm um material já pronto?
IGOR:  O processo de criação segue essa linha: crio as guitarras e envio para os membros.

Arena Metal: Visto que o material é tão curto, como rola o setlist da banda ao vivo?
IGOR:  Temos um set de quase uma hora de show, já tocamos as músicas que estão fazendo parte do nosso full lenght, nomeado Divine Vermifuge.

Assim, depois de todos as escutarem bastante, vamos criando as linhas dos outros instrumentos em estúdio e, com isso, criamos a estrutura das músicas. Por último, Cantídio escreve as letras.  Já temos material pronto, estamos enviando-o para a gráfica e esperamos que no início de 2015 já esteja pronto! Estamos realmente excitados com esse novo material! Estamos com clipe novo sendo lançado nessa quarta (dia 17/12) 


Arena Metal: Então que massa‚Ķ chegamos a tempo de anunciar este lançamento nesta entrevista. Esta onda de clipe em rede social vem virando uma tendência nas bandas atuais, vocês pretendem inserir também no CD como bônus?
IGOR:  Ainda não decidimos isso.

Arena Metal: Quer dizer, vocês não decidiram se incluiriam o clipe no Full, mas há esta possibilidade? E o que dificultaria esta inserção?
IGOR: Provavelmente terá pouco espaço no disco, então teríamos que incluir um DVD ou diminuir a qualidade do clipe, o que, provavelmente, não vale a pena.

Arena Metal: Já que falamos do Divine Vermifuge, este terá alguma participação especial?
IGOR:  Não, o full contará apenas com os membros da banda.

Arena Metal: Bem, como normalmente nossas entrevista são de 10 perguntas, gostaria de fechar com mais duas, ou seja vamos a 11 (kkkkk). Então: como foi o feedback da mídia e público para com o Obliterate?
IGOR: Houve uma aceitação muito boa do público e mídia especializada, muitas vezes dizendo que o interessante da Bloody Violence é justamente fazermos um som diferente do habitual. Com o EP, conseguimos conquistar nosso espaço aqui no sul e aos poucos estamos conquistando nosso espaço no cenário nacional. A divulgação está sendo bem forte e estamos trabalhando pesado nisso. A arte do Rafael Tavares ajudou bastante, muita gente que é fã do trabalho dele se interessou pelo disco também.

Arena Metal: E por fim, como os leitores que se interessarem pode adquirir este material e quanto ele normalmente está custando no mercado?
IGOR: Os leitores interessados podem adquirir nos enviando uma mensagem diretamente por nossa página no facebook: FACEBOOK e também pelo meu email: igordornellesmendez@hotmail.com 
Vendemos o Ep por 8 reais mais postagens. Gostaria muito de agradecer em nome de toda a banda a você pelo espaço cedido aqui no site, continuem apoiando o metal nacional. Acompanhem a Bloody Violence pela nossa página porque 2015 será um ano de muitas conquistas para nós!


[Facebook]

por Hugo Veikon

<< Voltar ao Site