Banda: ENCÉFALO

Categoria: Thrash DeathMetal

Ano: 2015

Da mesma forma do álbum anterior, o ENCÉFALO iniciou o atual trabalho, “Die to Kill, utilizando uma faixa intro, mas dessa vez esta soou como um diálogo de demônios. Este álbum contou com o apoio de alguns selos e distros, que acreditaram no trabalho deles. Esta parte já foi diferente do antecessor.

Eles mantiveram a pegada Death / Thrash, mas acho que este atual trabalho tem um som menos nervoso e isso já é perceptível na faixa “Age of the Darkness”. Em alguns momentos a bateria de Rodrigo Falconier ganha o primeiro plano e isso dificulta a audição das melodias das guitarras de Lailton e Alex, que também é vocal, e isso não soa bem.

As quatro primeiras músicas seguem praticamente a mesma linha e isso torna o início deste CD um tanto enfadonho. As músicas de maiores expressões no “Die to Kill”, em meu ponto de vista, começam a partir da quinta faixa, “Assassin”.

O trabalho segue com uma música instrumental, “Battle of Blood”, que também é uma música muito bem construída.

Muito diferente do que foi feito no álbum de 2012, eu diria que neste atual trabalho faltou ‘feeling’ na parte criativa das músicas para abordar mais as variações. A intensidade do volume da bateria realmente atrapalhou bastante a definição das guitarras e legibilidade do vocal para o ouvinte. A parte gráfica ficou perfeita (por Tiago Oliveira), com letras, foto individual com detalhes sobre os integrantes e seção de fotos em diversas ocasiões.

(por Hugo Veikon)

                                               << Voltar ao Site