Banda: DOKTORCLUB

Categoria: Hardl

Ano: 2012

DOKTORCLUB é uma banda que vai às veias hard e há quem ache a banda Heavy. Em meu ponto de vista é puro hard com uma distante pitada de heavy. O material foi feito há algum tempo (2012), mas demorou pra sair em formato físico e chegar em nossas mãos, enfim... nunca é tarde pra conhecer o que foi feito (e bem feito).

O material contém 10 faixas e a abertura é justamente um som carregado de heavy metal, repleto de guitarra (a cargo de Carlos Prado e Aldo Carmine - que também faz teclado) que bebe de músicas clássicas, mas quando entra a voz de André Koutchin aí você perceberá que eles soam hard. Mas partindo de "Blind Poet" em diante, o material soa totalmente hard rock. O material tem uma produção musical muito bem executada, deixando o som limpo e nos permitindo ouvir tudo nitidamente. Ainda nesta música tem algumas passagens interessantes do batera Edu Ribeiro, que usa uma técnica de rimshot e também fazendo uso apenas do aro da caixa, que pode até passar despercebido, mas deu um charme à parte calma da música. A dicção de André é ótima e nos permite entender cada frase expressada.

Uma outra música que vou comentar aqui é a "The Story that Never Ends Where It Began", que começa soando como uma música balada mas nos surpreende com o desespero quando entram os riffs de guitarra e os refrões são marcantes dando um clima à música.

Eu fiquei imaginando a DOKTORCLUB sendo produzida por um cara como Roy-Z, podendo explorar mais a criatividade desses caras e diminuir o tempo das músicas. Pode ser uma questão particular minha de não gostar de músicas longas, mas acho que a mensagem é passada perfeitamente em músicas mais curtas.

Esses mato-grossenses são bons músicos, sem dúvida, e podem ousar mais nos arranjos. Tentar uma carreira profissional? É um risco, pois nosso país não nos permite isso, mas pode ser um hobby que pode gerar grana.

(por Hugo Veikon)

                                               << Voltar ao Site