Banda: DIVINE PAIN

Categoria: Death Metal

Ano: 2013

Immortality é um material dedicado a todos os headbangers e seus estilos de vida, homenagem que partiu de Danilo Coimbra, conhecido por sua carreira desde o começo da baiana Malefactor.  Este trabalho paralelo e solo de Coimbra chama-se DIVINE PAIN e resultou em um full lenght, lançado em 2013 mas composto e gravado dois anos antes.

Coimbra não se limitou a gravar apenas as guitarras, ele fez todas as linhas de baixo, vocal e bateria e o resultado foi um material extenso (são 13 faixas no total), com uma linha de Death Metal old school. A faixa que toma conta do primeiro minuto é uma intro, que soa mais Doom, mas tenha certeza que o que vem pela frente é um Death Metal com forte tendência antiga, mas que não deixa de ter as pegadas um tanto quanto atuais. Para as composições das letras ficaram por conta de Roberto Souza.

Você se perde um pouco no encarte por não constar informações da faixa intro, mas se surpreende com as faixas que vêm logo depois: "Desert Demons", "Warrios of the Storm", "Dalamachia"...

A faixa "A Rebelião de Lúcifer" é uma das mais interessantes: primeiro, a letra, que faz uma mistura de idiomas pois é cantada inicialmente em inglês e depois alterna a cada estrofe; depois, a parte instrumental também tem seu destaque, por toda sua criatividade como em todo o álbum, mas aqui Danilo faz uma mistura de Doom com o Death.

"Amon’s Tower" também é outra faixa que se destaca devido as citações de renomados literários (Willian Blake - Shakespeare) em várias estrofes. As quebradas de ritmos e vocalização casaram perfeitamente.

Em alguns momentos ao longo do álbum, a linha de música e vocal faz lembrar a alemã Morgoth, porém com pegadas oscilantes ao som extremo.

Nesta edição, que recebe os selos da Mutilation, Eternal Hatred e Rising Records, temos mais 4 faixas bônus, que, na verdade, são as músicas do EP “...Tomb of the Sun”, que conta com a participação de Lord Vlad na música "Asmodeus", que faz um duelo de voz com Coimbra. Quem também contribuiu para esse material bônus foi o Sergio Baloff (vocal do Headhunter D.C.). Apenas uma ressalva sobre estas faixas bônus é que elas apresentam uma equalização diferente das demais faixas do CD.

A parte gráfica também teve participações especiais como Baloff, que não só contribuiu com sua voz mas também elaborou a logomarca da DIVINE PAIN ao lado do designer Alcides Burn. Este último fez também todo trabalho de arte da capa.

Quem conhece Danilo Coimbra sabe que mesmo não se enquadrando na linha de som de sua banda principal seus projetos sempre são idealizados com muito bom gosto.

(por Hugo Veikon)

 

                                               << Voltar ao Site