Bandas: ATOMIC BOMB

Categoria: Speed Metal

Ano: 2015

Cara, tu é fã do Motorhead? Então se você ouvir as três primeiras faixas deste "Metal Selvagem" dos cariocas do Atomic Bomb, tu vai delirar. Lançado pela Black Legion, temos aqui um bom álbum, cantado todo em português, em que esse power trio faz um speed metal bem cru e de letras simples.

Os riffs que abrem o CD com a faixa titulo já entregam tanto as influências como as características do Atomic Bomb: velocidade, riffs simples e letras diretas. A voz de Renan Carvalho, que também é responsável pelas guitarras, tem alguns efeitos mas é bem curtida e contida.

Em "Jonestown" os caras jogam uma letra a-la Matanza em seus bons tempos e criam uma faixa bem interessante. Já "Speed Metal 666" começa muito similar a "Overkill" de Lemmy e cia, nos rufos percussivos de Butch Hunter (que cedeu seu lugar a Rafahell Torres).

Daí por diante, os caras tem uma identidade maior e criam faixas mais encorpadas. Destaco "Livre para Pensar", que fala da alienação religiosa e que contém um sample de um discurso de Edir Macedo igual ao que o Mukeka di Rato usou em um de seus cds. Outro destaque vai para "Setor Central", cujo tema é sobre a contaminação pelo césio-137 em Goiânia.

Destacaria negativamente algumas musicas como "Libertem Barrabás", que tem uma ótima introdução do baixo de Marcos Calafalas, pois não apresentam uma letra forte e que acompanhe a música.

Cheers!!

 

(por Léo Quipapá)

                                               << Voltar ao Site