Banda: ARCHË

Categoria: Heavy Metal

Ano: 2012

Last the Eternity é o segundo material da banda ARCHË, que tem origem do município de Garanhuns/PE, com uma proposta Power Heavy Metal. O material foi gravado neste ano de 2012 contando com a participação dos músicos Akaran Mota (bateria) – Mauro Penaforte (guitarra) – César Tenório (baixo) – Renato Costa (vocal). O material é composto por 4 faixas, totalizando 14min. A qualidade de gravação soou, ora sem peso, ora seco, ou seja, precisando um pouco mais de investimento na parte de gravação, mas todos que vivem no underground sabem muito bem o que é isso, investir do seu próprio bolso e sabemos muito bem que a banda fez o suficiente pra fazer o que coube dentro de sua situação, mas isso não nos dificulta entender o que a banda quer transmitir. Basta querer ouvir e conhecer novas bandas que tem talento em seu segmento.

A música que inicia o material é a faixa que dá título a demo, Last the Eternity, riffs e arranjos do típico Power Metal e vocal trabalhando no estilo Heavy Metal Melódico. Omeio a música ganha mais peso tanto de guitarra, quanto de trabalho de bateria, até mesmo solos que dá um up na canção.

A segunda faixa tem apenas 1min 47seg. e é um trabalho completamente instrumental e acústico, a faixa chama-se Interlude I – The Act of a Tragedy.

Dorian’s Delusion é a terceira faixa, que soa a mais pesada de todo material, de bases com mais trabalhos de palhetadas, porém sem perder a ideia do Power Metal proposto pela banda.

Give up my Soul é a faixa que fecha o material, que tem um som meio de suspense e também tem mais groove. Todas as faixas têm bons trabalhos de solos, mas achei que alguns instrumentos precisassem de mais destaque, tipo o contra baixo, e algumas peças da bateria, no mais pra quem curte um som Power – Heavy e Progressivo valeu apena dá uma conferida no som da ARCHË. E um recado para a banda: vale tentar investir em shows por outras cidades fora do seu eixo agreste.

Myspace

                                                                                          (por Hugo Veikon)

                                               << Voltar ao Site