Banda: ANTROPOFAGIA

Categoria: Crust / Grind / Death Metal

Ano: 2011

A banda não é nova, tem 7 anos de formação, com músicos de competência e chama-se ANTROPOFAGIA. Esta banda lançou seu Debut, intitulado “Contos Estúpidos de uma Nação Decadente” apenas em 2011 e no mês de lançamento a banda sofre uma baixa em seu line-up (bateria). Menos de 6 meses depois recebe um integrante para preencher essa lacuna, Arthur, que vem somar ainda mais o som proposto pela banda e lançar o EXCREMENTS OF TORTURE.

É interessante como o que já era bom pode ficar ainda melhor. Além da mudança de integrante você também pode observar a mudança de distorção usada pela guitarra de João, se comparado ao material anterior, e ainda o contra baixo de Fernando (gordo) mais elevado.

“Excrements of Torture” e é um EP, dessa vez a banda trabalhou com o título em inglês. O CD engatilhado e vai o primeiro disparo a faixa “Gonoréia”, e é notório o uso do blast beat fast que Artur emprega. Algo pouco usado na banda até então e tão bem executado. Técnica que poucos bateristas aqui em Pernambuco se arriscam. Bem na linha Derek Robby e George Kollias. O vocal de Léo está mais definido e como falei anteriormente a distorção da guitarra faz com que nós possamos entender melhor os riffs que em momentos mais lentos a bateria permanece no speed.

Subitamente somos atingidos pela faixa título “Excrements of Torture”, com mais groover e até mesmo maior em time, essa música já foi menor quando na outra formação, dessa vez tem até uns berros a mais, momentos a mais para podermos sentir o ódio nas melodias dos instrumentos. Gosto desses momentos.

“I'm Single” é curta e boa, no começo dessa música eu senti uma influência mais sepulturizada, por parte da bateria, justamente por conter esses elementos de percussão em sua intro, já na primeira versão não continha essa parte, só tenho a dizer que ficou melhor.

Na faixa bônus você vai conseguir identificar todas as pequenas modificações que uma banda sofre quando entra uma pessoa que tem liberdade de colocar sua criatividade em prática, pois a faixa “Matar ou Morrer” é do Debut e veio como bônus track ao vivo de estúdio, e é nela que você vai ouvir a diferença em distorção de guitarra, pegada na batera e definição no vocal.

Aqui é tudo muito rápido, desde o lançamento até as músicas. O material foi lançado na web para download e autorizado pela banda, contendo todas as músicas e toda parte gráfica, que é bastante forte, somada a qualidade e a evolução musical da banda. Para quem esperava que a Antropofagia ficasse apenas do Grindcore vai se surpreender, pois a gente pode notar influências de bandas como: DYING FETUS – SKINLESS – SEPSISM, que são bandas que trabalham no Death – Grindcore, com levadas brutais e core ao mesmo tempo. A Antropofagia vem se superando cada vez mais e isso é que importa, evolução a cada passo.

Download

Contatos: (81) 9196-1521

myspace.com/antropofagiagrind

E-mail: joaoantropofagia@hotmail.com

(por Hugo Veikon)

<< Voltar ao Site