Bandas:ANTCORPUS

Categoria: Thrash Metal

Ano: 2013

Se eu fosse comparar o som dos paraenses do Antcorpus com a descrição de um carro, eu diria que eles são um Chevette 86, conservado mas sem freio! O som deles é bem retrô, diga-se de passagem, mas é reto e sem firulas. De estrangeiros nas letras só as citações ao thrash metal.

Logo na primeira faixa, “Artérias Podres”, os gritos estridentes de Djair Oliveira nos  remetem a um thrash mais old school, com influências do Nuclear Assault e que o Violator faz bem.

Em “Antropofagia”, a batera de Johnny Antcorpus quebra bem o ritmo  tecnicamente enquanto as guitarras de André e Anderson ditam o ritmo. Na faixa título do CD, “Na Terra do Metal”, eu achei que Djair deu umas escorregadas ao pronunciar “thrash metal”, mas nada que tire a qualidade da música.

Outra boa faixa é “Chuva Ácida” em que o baixo de Sansão Antcorpus aparece bem, assim como em "Homicida Nuclear".

Há também uma faixa cujo título, “Desordem e Regresso”, descreve bem nossa atual situação política e social e o Antcorpus expõe muito bem isso.

Gravado entre Março e Abril de 2013, coube à Black Legion nos proporcionar este ótimo trabalho, de uma banda que aposta firme em uma proposta e a segue à risca e com propriedades.

Cheers!!!

(por Léo Quipapá)

                                               << Voltar ao Site